Abdominoplastia é o tema do dia. Aqui nós já tratamos um pouco dos cuidados na recuperação após este procedimento e hoje vamos trazer mais dicas sobre esse processo que é tão importante como a cirurgia em si.

Além daquela dica fundamental de não se deitar de barriga pra baixo nos dias seguintes à abdominoplastia, é essencial que o paciente use constantemente o modelador ou cinta indicada pelo médico, além de evitar o movimento de se espreguiçar.

A alta hospitalar já pode ocorrer no dia seguinte à cirurgia. Em casa, não é necessário ficar somente deitado(a), sendo possível caminhadas pequenas. Após uma semana já dá para caminhar um pouco mais, fora de casa. Atividades físicas mais intensas podem ser retomadas gradativamente a partir de 3 meses, mas esse tempo pode variar de caso a caso, dependendo da quantidade de pele que foi retirada do abdômen.

É possível associar a abdominoplastia com outros procedimentos de cirurgia plástica ou mesmo de outras especialidades, como cirurgia de vesícula, varizes, cirurgias ginecológicas, etc. Converse com seus médicos (de ambas equipes) para que avaliem a possibilidade.

Lembre-se que apenas um médico especialista é capaz de te dar uma avaliação precisa em relação ao seu caso, portanto não hesite em procurar um para tirar todas as suas dúvidas. Continue nos acompanhando aqui no blog e nas redes sociais!

Hoje vamos tratar de um procedimento que foi popularizado pelas celebridades dos palcos e das telas: a Bichectomia. Ela consiste numa técnica cirúrgica para a retirada do acúmulo de gordura das bochechas. É por causa dela que você vê o seu cantor ou atriz preferida ostentando por aí aquele rosto perfeitamente delineado. Mas o procedimento não é apenas coisa de famosos, pode muito bem ser feito no seu rosto também.

A cirurgia é realizada na parte interna das bochechas, por meio de uma incisão de um centímetro. Através dela, o cirurgião retira a Bola de Bichat, estrutura gordurosa presente entre os músculos encarregados da nossa mastigação. O resultado é um rosto com visual mais fino.

Uma das vantagens da Bichectomia em relação a outros procedimentos estéticos é que a Bola de Bichat, após retirada, não se regenera. Portanto, não se faz necessária uma nova cirurgia para a remoção dela. Mas o Dr. Vitorio, cirurgião plástico e diretor da Clínica Maddarena, alerta para se ter cuidado na hora de fazer a sua Bichectomia: “Quando o procedimento não é feito corretamente, a longo prazo o rosto pode ficar mais caído. Mas isso é muito raro de acontecer. Se retirar apenas o excesso, o resultado será apenas a melhora estética”.

No próximo post sobre o tema, falaremos sobre os cuidados na recuperação pós-cirúrgica, fique ligado(a)!

VEJA MAIS POSTS SOBRE

Otoplastia é o assunto do post de hoje. Tratamos aqui das orelhas proeminentes ou “orelhas de abano”, malformação passível de ser corrigida nesta cirurgia. Hoje abordaremos a evolução dessa técnica cirúrgica até os dias de hoje.

Antigamente, a otoplastia era feita sem que fosse levado em conta o efeito “mola” da orelha, que mantém constante o ângulo em relação à cabeça e, consequentemente, a distância. O resultado era que em questão de meses havia o reaparecimento da orelha proeminente. Depois de algum tempo, se descobriu a necessidade de fazer pequenas incisões (cortes) longitudinais paralelas a 1mm uma da outra na cartilagem para destruir essa “memória” da posição. Os resultados melhoraram, mas deixaram as orelhas com aspecto artificial por conta dos cantos vivos deixados.

Há poucos anos desenvolveu-se o Morcelizer, um aparelho similar a um alicate, cujas pontas possuem uma pastilha de vídia (material de dureza semelhante à do diamante), que faz micro incisões precisas e muito próximas, permitindo uma perfeita modelagem das curvaturas da orelha. A má posição da concha é corrigida com um ponto que fixa essa parte da orelha à membrana que envolve o crânio (periósteo). O resultado obtido é definitivo e extremamente natural, sem deixar cicatrizes aparentes, ou o estigma de uma orelha operada.

Então, se você sofre por conta desse problema, procure um médico especialista em otoplastia, agende uma avaliação e torne esse sofrimento uma página virada em sua vida.

VEJA MAIS POSTS SOBRE

Você já tinha ouvido falar a respeito de próteses de silicone masculinas? Esse será o tema do post de hoje. Alguns homens, mesmo se exercitando regularmente, não alcançam os resultados desejados e recorrem à cirurgia plástica para complementar a parte do corpo que gostariam que estivesse melhor definida. Existem também implantes faciais para o homem, que contemplam as regiões do queixo e maçãs do rosto.

Bíceps, tríceps, glúteos, coxas, panturrilhas e a região peitoral podem ser turbinados neste procedimento. Trata-se de uma técnica segura e que permite ao homem retomar gradativamente suas atividades normais semanas após ser submetido a ela. O respeito ao tempo de repouso é parte fundamental do processo de recuperação.

A insatisfação com o corpo é o que motiva homens e mulheres a procurarem os tratamentos estéticos em geral. A cirurgia plástica de silicone masculino é mais uma prova disso. Ninguém precisa estar insatisfeito com seu visual por toda a vida. Mudanças são necessárias e, nesse caso, seguras. As próteses evoluíram muito nos últimos tempos e a procura masculina por procedimentos estéticos aumentou. Se você, amigo, se considera insatisfeito com alguma parte do seu corpo, agende uma avaliação com um médico especialista!

O blog Macho Moda falou sobre silicone masculino e entrevistou o Dr. Vitorio, diretor da Clínica Maddarena. Acesse no link: http://goo.gl/qfViBd

VEJA MAIS POSTS SOBRE

No texto de hoje vamos nos aprofundar um pouco mais em um assunto já abordado: a abdominoplastia. Trata-se de um procedimento bastante comum entre mulheres que deram à luz e, após perder o peso ganho na gestação, ficaram com pele “sobrando”. A cirurgia também é interessante para homens e mulheres que passaram por uma sensível perda de peso.

A ideia por trás do procedimento é simples: retira-se o excesso de pele, reconstruindo a musculatura abdominal. Antes da perda de peso, a pele estava esticada, o que pode ter gerado estrias. Este é um benefício adicional, pois o paciente pode ficar livre das estrias presentes na pele que for retirada.

Para as pessoas que possuem gordura localizada nas regiões do abdômen, estômago, costas ou flancos o procedimento pode ser combinado com um outro, também de nome comprido, a vibrolipoescultura. Esse segundo procedimento promove a retirada dos depósitos de gordura por meio de cânulas vibratórias. Duas cirurgias em uma só.

Portanto, não importa que você tenha aquela barriguinha indesejável, a abdominoplastia pode sim ser o primeiro passo para o seu novo visual. Basta que, para isso, você procure um médico especialista, passe por uma avaliação e descubra se será possível a combinação dela com a vibrolipoescultura. É importante também ressaltar que em alguns casos, as cirurgias devem ser feitas com certo intervalo de tempo entre elas.

CONTATO

Para mais informações, entre em contato conosco.