fbpx

Quando o assunto é modelar o corpo e acabar com a gordura localizada, a famosa “lipo” sempre vem à tona. Mas qual a diferença entre lipoaspiração e lipoescultura? Qual solução é indicada para cada caso? Entenda as peculiaridades com a gente!

 

Lipoaspiração

Com uma cânula, o médico aspira a gordura localizada em áreas como abdome, barriga, costas, axilas e culote. Mas atenção: lipoaspiração não é um procedimento para emagrecer! Ela é recomendada para quem está no peso ideal ou muito próximo dele, já que não se recomenda tirar mais de 5% da massa corporal. 

A cicatriz é discreta e em lugares mais escondidos, como dobrinhas da pele e sulcos do corpo. 

O pós-operatório requer o uso de cinta modeladora e sessões periódicas de drenagem linfática. Com o passar dos meses, o paciente desincha e corpo vai tomando seu formato final. É possível que a pele não retraia completamente e o excesso pode ser removido com uma cirurgia plástica complementar. 

 

Lipoescultura

É a junção da lipoaspiração com aplicações de gordura de forma estratégica, para modelar o corpo. O médico pode indicá-la a pacientes que desejam reduzir medidas em uma região e aumentar em outras. Mas, mais do que colocar gordura em outro local, lipoescultura é a maneira como a gordura localizada é retirada. 

Do mesmo modo que um escultor retira os excessos do mármore para mostrar as formas “escondidas” no seu interior, na lipescultura mostra-se a real silhueta encoberta pelas áreas de lipodistrofia, ou gordura localizada. A lipoenxertia – método em que o médico transfere células de gordura para outras regiões – é também utilizada na lipoescultura para complementar e otimizar o resultado. Ou seja, a lipoescultura pode ser feita isoladamente com a lipoaspiração, ou combinada com a lipoenxertia. Uma vez transferidas, nem todas as células sobreviverão no local. Existe uma taxa de reabsorção que pode ser alta, com pouco ou nenhum resultado. Há, no entanto, algumas técnicas que aumentam a taxa de sobrevida das células transferidas, mas não há como garantir a taxa de eficácia. Por outro lado, quando integradas na região, ficarão para sempre.

A técnica também pode ser usada para preencher regiões menores ou que precisam de correções mais delicadas, como rosto, bigode chinês, mãos e ajustes de pequenas simetrias.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Temido por muitas mulheres, o culote é o acúmulo de gordura na região lateral das coxas. Ele pode ser aumentado por vários fatores, como predisposição genética, má alimentação e sedentarismo. 

Entenda com a gente como reduzir medidas na região!

 

1. Exercícios físicos

Não tem escapatória: colocar o corpo para mexer é a solução para muitos problemas, não só o culote. Uma vida ativa acelera o metabolismo, que ajuda na queima de gorduras do corpo todo. Exercícios específicos também podem ajudar a tonificar a região das pernas. Mas os benefícios não são só os imediatos: quem se exercita vive mais, melhor e reduz o risco de doenças graves. 

 

2. Alimentação

A boa alimentação também é um investimento para a vida toda. Dietas com quantidades reduzidas de açúcares e carboidratos ajudam a prevenir o acúmulo de gordura no culote e em outras áreas do corpo, inclusive no coração. Se você tem dúvidas sobre alimentação ou dificuldade em seguir um cardápio adequado, converse com um bom nutricionista. 

 

3. Coolsculpting

Uma das soluções mais modernas na redução de medidas, o coolsculpting congela a área do culote, fazendo com que, nas semanas seguintes, o corpo elimine gradualmente a gordura localizada. É um procedimento não-cirúrgico, indolor e que apresenta resultados já a primeira sessão. 

A técnica também pode ser usada em muitas outras regiões do corpo, como barriga, braços e papada. Saiba mais aqui.

 

4. Modelle

É possível associar diversas técnicas para atingir melhores resultados. O modelle é uma dessas estratégias. Juntando massagem modeladora com ultrassom, ele pode ser usado para reduzir celulite e medidas no culote. A massagem é feita com movimentos rítmicos e vigorosos, e são utilizados produtos com princípios que aumentam o fluxo sanguíneo. Assim, melhora-se a circulação e proporciona-se efeitos drenantes. O ultrassom é uma excelente alternativa para atenuar a celulite, por responder bem na quebra de moléculas que incham as células.

 

5. Cirurgia plástica

A lipoaspiração é uma ótima opção para casos persistentes de gordura localizada. Também pode ser feita uma lipoenxertia, técnica que tira gordura de uma região e coloca em outra no mesmo paciente, como nos glúteos. Em poucas semanas o paciente já está apto a retomar suas atividades habituais. Converse com um cirurgião plástico para entender melhor se a lipoaspiração é indicada para o seu quadro e lembre-se: cirurgia plástica só com cirurgião plástico!

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Na semana passada falamos sobre o envelhecimento das mãos e como elas são facilmente  esquecidas na rotina de cuidados diários com a pele. O pescoço é outra região que, mesmo próxima ao rosto, nem sempre conta com a mesma atenção. Entenda com a gente por que é preciso mudar isso e saiba como é simples dar atenção a essa área que merece nosso carinho. 

 

A pele do pescoço é igual à do rosto?

Não. Ela tem menos glândulas sebáceas (já reparou como temos bem menos acne na região?) e, por isso, tem menor poder de hidratação, podendo ficar ressecada mais facilmente. Além disso, é um pouco mais fina do que as principais regiões do rosto, se assemelhando à área do contorno dos olhos.

 

Que tipo de cosméticos usar?

A pele do pescoço, mesmo sendo um pouco diferente da do rosto, responde muito bem à maioria dos cosméticos formulados para a face. Mas não se esqueça: por ser mais fina, produtos com fórmulas especiais — como os ácidos — podem machucar a região. Por isso, é importante se consultar periodicamente com um dermatologista para entender as melhores soluções para cada caso. 

 

Como tratar manchas no pescoço?

Por ser uma região sensível, constantemente exposta ao sol e nem tão lembrada nos cuidados diários, com o tempo a pele do pescoço pode começar a apresentar manchas. Nesses casos, um médico dermatologista deve ser consultado para, antes de tudo, avaliar a pele e descartar a possibilidade de lesões mais graves. Há diversos tratamentos eficazes, como peelings, laser e aplicação de ácidos especialmente formulados para áreas sensíveis.  

 

E como acabar com a papada? 

A medicina conta com várias soluções para a temida papada, que é a flacidez e o excesso de pele na região do pescoço. Dependendo das características e do histórico de cada paciente, é possível lançar mão de soluções mais ou menos invasivas. Uma novidade recente é o coolsculpting, técnica que cristaliza as células de gordura e faz com que sejam eliminadas gradualmente pelo organismo

Também é possível estimular a produção de colágeno da região para melhorar o tônus da pele e o contorno em geral. 

Em casos em que a papada é mais evidente e persistente, como quando a pessoa perde muito peso, a cirurgia plástica é uma ótima aliada. O médico usa técnicas como lifting e lipoaspiração, melhorando o contorno do rosto e o perfil do paciente.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Muita gente diz que é possível adivinhar a idade de uma pessoa olhando para suas mãos. Mas como retardar o envelhecimento delas? É possível usar os mesmos cremes e tratamentos que usamos no rosto? 

 

Como as mãos envelhecem

Com o tempo, a pele de todo o nosso corpo envelhece. É um processo natural. As nossas mãos, por terem uma pele fina em constante movimento, evidenciam mais o envelhecimento. Além disso, mesmo quando as pessoas incorporam desde cedo cuidados com o rosto, muitas delas não fazem o mesmo com outras partes do corpo, como mãos e pescoço.

Por isso, é importante entender o que está causando o aspecto envelhecido das mãos para chegar à melhor solução.

 

Retardando o envelhecimento das mãos com protetor solar

O sol é um dos grandes responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele. Então, quando proteger o rosto, também não se esqueça das mãos! Uma forma fácil de incorporar esse cuidado na rotina é usar cremes hidratantes com fator de proteção solar. Leve sempre na bolsa e deixe também um no carro. Se você dirige, as mãos ao volante ficam mais expostas e merecem cuidado. 

 

Manchas senis

O nome pode ser chocante, mas estamos falando daquelas manchas marrons que aparecem geralmente pela exposição desprotegida ao sol. Elas não aparecem necessariamente em pessoas de idade e podem ser amenizadas com diversos tratamentos. Só um médico pode dizer qual a melhor opção para cada caso. É possível contar com peelings, aplicações de laser, cremes com formulações específicas e até mesmo combinar duas ou mais soluções. 

 

Preenchimento para rejuvenescimento das mãos

Em casos em que as mãos apresentam veias saltadas, é possível preencher o dorso com um composto especial, que recupera o volume e atenua o tom escuro dos vasos. É um procedimento feito no consultório do médico, pode necessitar de mais de uma sessão e deve ser refeito anualmente.

 

Combatendo a flacidez com colágeno e bioestimuladores

A diminuição de colágeno que ocorre naturalmente em nosso corpo é responsável pelo visual flácido das mãos. Tal efeito pode ser contornado com aplicação de ácido hialurônico, um componente naturalmente presente em nosso organismo e que rende bons resultados, sem rejeição. 

Em outros casos, é possível usar o ácido polilático, geralmente comercializado sob o nome Sculptra. Trata-se de uma substância que estimula nosso corpo a produzir o colágeno que perdemos naturalmente na idade adulta. Saiba mais sobre essa técnica aqui, que também pode ser usada para combater celulite e flacidez em outras regiões do corpo. A hidroxiapatita de cálcio é outro bioestimulador com resultados muitos bons para o rejuvenescimento das mãos.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Você já ouviu falar em colágeno, certo? Ele é a proteína responsável pela constituição da pele e sua firmeza. Mas, a partir dos 20 anos, nossa produção de colágeno cai 1% ao ano e é por isso que, à medida que envelhecemos, nosso rosto passa a ter um aspecto caído e perde o viço.

O envelhecimento é um processo natural. Pode ser controlado, mas não deixa de existir. É uma característica de todo ser humano.

Mas há algumas situações em que esse envelhecimento aparece mais cedo. Veja com a gente como isso acontece e como evitar.

 

O que é envelhecimento precoce?

É o surgimento, antes do tempo, de manchas, rugas e flacidez. A pele perde hidratação e elasticidade, ficando com um aspecto cansado e sem viço. As bolsinhas de gordura presentes sob a pele da pálpebra também podem mudar de lugar, provocando olheiras e bolsas sob os olhos.

 

Fatores para o envelhecimento precoce

Várias situações de nosso cotidiano contribuem para o rompimento das fibras de colágeno e para a obstrução dos poros, duas das causas mais frequentes do envelhecimento precoce. Mudanças hormonais e a exposição aos raios UV ajudam no aparecimento de manchas escuras.

E hábitos nocivos à saúde como um todo se refletem também na beleza da pele: tabagismo, sedentarismo, má alimentação, estresse e exposição ao sol sem protetor solar.

 

Como evitar o envelhecimento precoce?

Há fatores de envelhecimento mais fáceis e outros mais difíceis de evitar. Reflita sobre o seu estilo de vida e comece mudando coisas pequenas. Beber bastante água e não esquecer do protetor solar são um ótimo começo. Deixe a preguiça de lado: sempre tire a maquiagem antes de dormir e vá para a cama com o rosto limpo.

Falando nisso, qual foi a última vez que você foi ao dermatologista? Se faz mais de um ano, é hora de fazer uma nova visita. Será a oportunidade ideal para conversar sobre suas preocupações.

 

O que fazer quando a pele já apresenta sinais de envelhecimento?

Em sua consulta, o dermatologista vai buscar entender a origem do problema e como ele está se manifestando – se é flacidez, ressecamento, manchas, etc. Com essas informações, o médico prescreve o tratamento adequado, que pode ser com o uso de peelings, toxina butolínica, laser, preenchimento com ácido hialurônico [LINK] e até mesmo cirurgia plástica.

Quanto antes começar a combater o problema, melhores serão os resultados e mais simples os procedimentos necessários.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

×
Olá!
Como podemos te ajudar?
Por favor, digite seu nome.