fbpx

Tag: "protetor solar"

A preocupação em se proteger do sol existe desde a antiguidade. Os registros mais antigos sobre a aplicação de algo sobre o corpo com tal objetivo remontam aos egípcios. Há cerca de 10 mil anos eles já usavam óleo de mamona como protetor solar, extrato de magnólia para bloquear os raios solares, além de óleo de amêndoa e jasmim para atenuar os efeitos de ressecamento do sol sobre os cabelos. 

Nos Jogos Olímpicos ancestrais, na Grécia, existem indícios do uso de uma mistura de azeite de oliva com areia como protetor solar — algo que teria surgido por volta do ano 400 a. C. 

Povos primitivos que habitavam as Filipinas, a Indonésia e a Malásia também tinham suas receitas próprias: uma mistura de ervas, arroz e especiarias virava uma pomada para a pele. 

 

Versões comerciais do protetor solar

Apenas no século 20 houve uma corrida comercial pelo desenvolvimento de protetores solares produzidos em escala industrial. No fim da década de 1920, um químico australiano chamado Milton Blake desenvolveu uma fórmula capaz de proteger o corpo dos raios solares. Em 1932, graças a uma vaquinha entre os amigos, ele conseguiu produzir 500 frascos do produto.

Na mesma época, pesquisadores de outras partes do mundo estavam empenhados em conseguir produto semelhante. O empresário e farmacêutico francês Eugène Schueller, fundador da L’Oréal, colocou um protetor solar no mercado em 1936. Estudante de química, Franz Greiter se queimou muito sob o sol durante uma empreitada de alpinismo e decidiu criar uma solução: acabou também desenvolvendo um protetor solar, lançado em 1938.

Atento aos danos do sol sobre os soldados na Segunda Guerra, o aviador militar e farmacêutico americano Benjamin Green criou sua versão de protetor solar em 1944. Apenas nos anos 1970 foram desenvolvidos protetores solares à prova d’água.

 

Não descuide

Sobretudo em tempos atuais, em que a camada de ozônio foi degradada e, portanto, protege menos dos raios ultravioleta, é preciso redobrar os cuidados com o uso do filtro solar. Escolha aquele que tenha fator de proteção compatível com sua pele e repasse o produto no corpo várias vezes ao dia, principalmente se for trabalhar ou praticar alguma atividade ao ar livre. 

E não descuide. Mesmo no inverno, é preciso passar protetor solar. 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

×
Olá!
Como podemos te ajudar?
Por favor, digite seu nome.