fbpx

Tag: "sudorese"

Pode ser em dias muito quentes ou quando passamos por uma situação de nervoso: o suor está lá para deixar nosso corpo molhado e às vezes com um cheirinho que não é dos melhores. Para entender por que nosso corpo transpira, listamos aqui 5 curiosidades sobre o suor.

 

Transpiramos em média um litro por dia

Isso mesmo! Nosso corpo funciona idealmente na casa dos 36 graus. Quando estamos mais quentes que isso, as glândulas sudoríparas produzem o suor para resfriar a pele e baixar a temperatura interna. Em dias muito quentes, o volume transpirado pode chegar a mais de dois litros.

 

Suor não tem cheiro

Pode parecer esquisito, por que sempre remetemos transpiração a situações e odores desagradáveis. Mas o suor é composto, em sua quase totalidade, de água. 

Dois tipos de glândulas podem produzir suor. As glândulas écrinas estão espalhadas pelo corpo todo, mas se concentram na planta dos pés, palmas das mãos e testa. O suor que elas produzem não tem odor ruim pode conferir em um dia de calor!

Já as glândulas apócrinas se concentram principalmente nas axilas e na região genital. Por estarem conectadas a folículos capilares, são ricas em substâncias que alimentam as bactérias que provocam o cheiro ruim e o tom amarelado que mancha roupas.

 

Suor de criança não cheira mal

Mesmo depois de um dia agitado de brincadeiras, não é comum sentir cheiro de suor em crianças. Isso acontece porque as glândulas apócrinas que comentamos acima se desenvolvem apenas na puberdade.

 

Botox e hiperidrose

Pessoas que transpiram mais que o normal apresentam uma condição chamada hiperidrose. O suor é mais frequente e aparece, além das axilas, nas palmas das mãos, buço e nas diversas dobrinhas do corpo. Pode ser uma situação desconfortável e até constrangedora, mas há recursos para amenizá-la. Um dos mais eficientes é a aplicação de toxina botulínica, comercializada mais comumente sob a marca Botox. O médico aplica a substância nas regiões mais sujeitas ao suor como axilas, palmas das mãos e virilha e os resultados duram de seis a nove meses. 

 

Calores da menopausa

As variações hormonais da menopausa causam algumas situações desagradáveis e as ondas de calor estão entre as mais famosas. Elas acontecem porque as mudanças dos níveis de estrogênio afetam a capacidade do corpo da mulher de regular sua temperatura. 

Não há uma receita mágica para acabar com esses calores, mas é importante conversar com um médico para entender o que pode ser feito para atenuar os desconfortos da menopausa em geral. Acompanhando de perto, é possível controlar melhor as flutuações hormonais e ajudar na qualidade de vida.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

×
Olá!
Como podemos te ajudar?
Por favor, digite seu nome.