fbpx

Mas o que tudo isso quer dizer? A MMP é uma técnica que ajuda o medicamento a atingir a camada da pele específica em que ele deve atuar. É um tipo de drug delivery, ou seja, um dos métodos usados para facilitar a penetração de ativos diretamente no local a ser tratado.

Entenda aqui como funciona e por que a MMP pode ser uma forma de potencializar vários tratamentos para necessidades bem diferentes.

 

Como a MMP funciona?

A palavra-chave é microagulhamento. Com um aparelho semelhante a uma máquina de tatuagem, o profissional usa microagulhas para perfurar a pele e injetar os ativos necessários. Dessa forma, é possível controlar a profundidade do tratamento e garantir uma penetração mais direcionada e uniforme.

Nossa pele é uma barreira muito eficiente contra diversos agentes que podem prejudicar o organismo. Mas, justamente por conta dessa função, ela eventualmente também diminui a ação de medicamentos que aplicamos diretamente nela. A MMP abre caminho para os ativos, para que atinjam a camada desejada.

 

Se tem agulhas quer dizer que o procedimento dói?

Antes de tudo é utilizado um anestésico tópico no local. Isso ajuda a tornar o procedimento bem tolerável e, pela nossa experiência, o desconforto é leve e não costuma ser um problema significativo.

 

Para que ele é indicado?

Como a MMP é uma técnica para auxiliar em outros tratamentos, ela é bem abrangente e indicada em várias situações. Tudo depende dos ativos a serem aplicados e só um médico capacitado pode decidir sobre o que será utilizado.

É possível, por exemplo, tratar doenças de pele como vitiligo, psoríase e melasma. Nesses casos, os medicamentos são aplicados diretamente no local, o que ajuda a obter uma ação mais eficaz.

A MMP também dá ótimos resultados para quem busca o rejuvenescimento da pele, o controle de linhas finas e para quem quer atenuar cicatrizes de acne e estrias.

 

E os cabelos?

Há várias situações que se beneficiam da ação de um medicamento diretamente no couro cabeludo. A MMP ajuda a tratar condições como queda de cabelo e calvície, auxiliando na penetração dos ativos e, de quebra, provocando uma melhor circulação do sangue e estimulação dos folículos.

 

Quantas sessões são necessárias?

Depende da finalidade do tratamento e só o seu médico pode determinar, de acordo com a sua avaliação. Geralmente as sessões são feitas em intervalos entre uma semana e um mês.

Nos casos de rejuvenescimento facial, normalmente são feitas três sessões, com um mês de intervalo entre elas.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

×
Olá!
Como podemos te ajudar?
Por favor, digite seu nome.