fbpx

Hoje voltamos ao tema Ancoragem Facial. O objetivo deste post é levarmos até você explicações a respeito da sequência ideal de aplicações do Ácido Hialurônico para o reequilíbrio da volumetria facial. Para obtê-las, conversamos com o Dr. Vitorio, diretor da Clínica Maddarena, conforme havíamos prometido no post anterior sobre Ancoragem Facial. Confira:

“O ideal é que abordemos a face de cima para baixo. Mesmo que a queixa da paciente seja o bigode chinês, por exemplo, iniciamos por pontos de ancoragem na região entre a parte superior da orelha e o canto do olho, num osso chamado arco zigomático. Em seguida, partimos para o final desse osso, já na parte inferior do olho, para depois repor o volume na maçã do rosto propriamente dita”, explica o Doutor. Depois de tudo isso é que se chega ao sulco nasogeniano. “Em alguns casos a aplicação do Ácido Hialurônico não se faz necessária pois, com o escoramento dos tecidos, o volume que se dobra e dá origem ao sulco já não pesa tanto nessa área”, completa o Dr. Vitorio.

Por ser um procedimento não-cirúrgico, o processo de recuperação é simples. Os cuidados incluem massagens locais nos primeiros dias. Se o procedimento te interessou, procure um médico especialista no assunto e agende uma avaliação, na qual ele poderá te dizer se essa é a técnica ideal para o seu caso. E se ainda restam dúvidas sobre a Ancoragem Facial, não deixe de nos enviar pelas nossas redes sociais.

Hoje voltamos ao tema Ginecomastia para levar até você informações sobre o processo pós-operatório deste procedimento. No post anterior sobre a Ginecomastia contamos como ela funciona e porque alguns homens sofrem com o aumento das mamas. Essa condição costuma provocar constrangimento e até bullying, motivo pelo qual muitos desenvolvem até problemas psicológicos ou de comportamento.

Conversamos com o Dr. Vitorio Maddarena, que nos deu explicações importantes sobre o processo de recuperação da Ginecomastia. “O pós-operatório transcorre com pouco desconforto e é necessário usar uma faixa compressiva no local, além de submeter-se a sessões de drenagem linfática e outras técnicas fisioterápicas para a recuperação”, disse ele.

Ele também relembrou que, assim como acontece após outros procedimentos cirúrgicos, é recomendável que se evitem atividades que possam levar a traumatismos no local, como esportes, esforços e grandes tumultos. “Exposição ao sol e a fontes de calor também devem ser evitadas”, completa o Doutor. Os pontos são retirados entre 7 e 10 dias após a cirurgia e o resultado já pode ser notado a partir da segunda semana.

Esperamos que essa quantidade de informações sobre a Ginecomastia tenha ajudado você, leitor(a), a compreender como funciona o procedimento e sua recuperação. Se houver dúvidas, não deixe de nos enviar pelas redes sociais para que possamos seguir informando você da maneira mais clara possível.

VEJA MAIS POSTS SOBRE

Hoje retomamos o assunto Multiwaves iniciado aqui para contar dos benefícios desta técnica, além de explicarmos como a luz de LED pode proporcionar tais resultados. Conversamos com o Dr. Vitorio Maddarena para obtermos informações precisas de um especialista no assunto e levá-las até você.

Então vamos à palavra do especialista: “As ondas luminosas do Multiwaves estimulam a mitocôndria, que podemos chamar de pulmões das nossas células. Com a respiração celular mais eficiente, o metabolismo torna-se mais eficaz, melhorando a performance celular dos tecidos em questão. ”

O Dr. Vitorio também explica quais as indicações do procedimento: “É indicado para agilizar processos de cicatrização, auxiliar na limpeza de pele e no tratamento de acnes, estrias e queda de cabelos, entre outras aplicações. Também age como tratamento complementar quando associado ao peeling e após a microdermoabrasão. ”

Se você se interessou pelo tratamento Multiwaves, procure uma clínica especializada e agende uma avaliação com um especialista. Só ele vai poder te dizer se este tipo de técnica é a mais indicada para o seu caso. Continue nos acompanhando aqui no blog e nas redes sociais para ficar por dentro das novidades do mundo dos procedimentos estéticos!

VEJA MAIS POSTS SOBRE

A Ancoragem Facial é uma técnica moderna que utiliza o Ácido Hialurônico para reequilibrar a Volumetria Facial do paciente. Antes de contarmos como funciona a técnica em si, é importante explicarmos as modificações que ocorrem no nosso rosto com o passar do tempo.

Ao longo dos anos a distribuição de volumes da face se modifica. Ocorre esvaziamento do terço médio, que comporta as maçãs do rosto, enquanto a mandíbula ganha volumes. Com isso, o formato do rosto se modifica, passando de um triângulo apontado para baixo para um retângulo. Essa modificação se deve não só à diminuição dos volumes faciais do terço médio, mas também ao descenso dos tecidos faciais, fato que desencadeia o uso de alguns grupos musculares auxiliares para tentar soerguer os tecidos da maçã do rosto, por exemplo. Isso faz com que as expressões faciais também se alterem, pois a dinâmica facial está modificada. Com a ancoragem, esse auxílio muscular não será mais necessário, fazendo com que as expressões faciais fiquem mais naturais, além, é claro, dos tecidos voltarem à posição original. O resultado é um aspecto facial rejuvenescido.

No próximo post sobre o tema, o Dr. Vitorio Maddarena explicará passo a passo o processo de aplicações do Ácido Hialurônico neste procedimento de Ancoragem Facial. Fique ligado(a)!

Hoje voltamos a tratar do pós-operatório da Abdominoplastia. Vamos aproveitar o assunto para esclarecer dúvidas recorrentes sobre a realização deste procedimento cuja procura nas clínicas de cirurgia plástica não para de crescer.

Reunimos dúvidas comuns sobre a recuperação da Abdominoplastia e consultamos o Dr. Vitorio Maddarena para trazermos as respostas até vocês. Sobre drenos, o Dr. disse: “em alguns casos faz-se necessário o uso de drenos logo após a cirurgia. Eles servem para remover o excesso de líquidos que se acumulam durante o processo de cicatrização, ajudam na prevenção de infecções e tornam a recuperação mais rápida. Entre 2 e 10 dias eles já podem ser retirados pelo médico especialista, sendo que a média é de 3 dias. ”

O Dr. Vitorio também falou a respeito de curativos e higienização: “é fundamental que o paciente permaneça com os curativos e que sua troca seja realizada 2 vezes por semana, no consultório. Nesta ocasião o médico também irá avaliar a evolução da recuperação. Quanto à limpeza, assim que os curativos forem retirados deve-se lavar o local com água e sabão, normalmente. ”

Continuem nos mandando suas dúvidas e sugestões para que possamos trazer explicações com embasamento médico. No próximo post sobre o tema, falaremos o que é mito e o que é verdade na relação entre Abdominoplastia e gestação. Fique ligado(a)!

×
Olá!
Como podemos te ajudar?
Por favor, digite seu nome.