fbpx

Nossa pauta de hoje é a Ginecomastia. Ela consiste na redução de mama para o homem por procedimento cirúrgico específico. É importante que se diga que o homem também tem glândula mamária, inclusive com a possibilidade de desenvolver câncer de mama. Em alguns casos o aumento desta glândula pode vir acompanhado de acréscimo de tecido gorduroso na região.

O Dr. Vitorio Maddarena explica que esse aumento pode ser decorrente de alterações hormonais, as quais devem ser avaliadas por meio de exames, ou determinadas por características hereditárias (genética).

“Se houver alterações hormonais, estas devem ser tratadas e em seguida faz-se a correção cirúrgica, na qual a glândula mamária é removida”, diz o Doutor. Ele afirma também que deve-se tomar cuidado especial para não retirar em excesso e provocar, assim, uma depressão (concavidade) no local. “Nos casos em que há excesso de gordura (lipodistrofia) é necessário fazer lipoaspiração na região, para corrigir”, completa o Doutor.

Recomendamos que o homem que sofre com o excesso de mama procure um médico especialista, agende uma avaliação individualizada e então decida se irá se submeter ao procedimento. No próximo post sobre o tema, contaremos como se dá a recuperação da Ginecomastia, fique ligado!

VEJA MAIS POSTS SOBRE
×
Olá!
Como podemos te ajudar?
Por favor, digite seu nome.