fbpx

O mês de outubro já acabou, mas a mensagem de prevenção ao câncer de mama que a campanha Outubro Rosa propaga deve permanecer durante todo o ano. O autoexame é essencial para que a mulher possa detectar em casa possíveis nódulos no seio e, assim, buscar auxílio médico para verificar se não se tratam de tumores. Quanto mais cedo for o diagnóstico, maiores são as chances de cura. Em alguns casos se faz necessária a retirada da mama.

Se, por um lado, a remoção do seio permite evitar que o tumor cresça e/ou se espalhe pelo resto do corpo da paciente, por outro, ela acaba por afetar a autoestima da mulher por razões estéticas. Visando solucionar esse problema, a Medicina desenvolveu técnicas de reconstrução mamária. “Pode-se dizer que a Reconstrução Mamária é uma subespecialidade da Cirurgia Plástica que atua para restaurar a forma, o volume, o contorno e a simetria das mamas comprometidas por deformidades congênitas ou adquiridas”, afirma o Dr. Vitorio Maddarena. Um exemplo de deformidade adquirida é exatamente a causada pelo câncer de mama.

No próximo post sobre o tema falaremos de como a técnica de reconstrução é aplicada, além do momento ideal para que a cirurgia seja feita. Mas o recado que gostaríamos de deixar é que o autoexame nas mamas seja realmente um hábito em sua vida. Um hábito saudável, de prevenção e para ser feito em todas as épocas do ano.

×
Olá!
Como podemos te ajudar?
Por favor, digite seu nome.