fbpx

Na semana passada, começamos a falar sobre os efeitos do cigarro na pele. Ele causa manchas, envelhecimento precoce, rugas e linhas de expressão. Mas a lista é enorme e não para por aí.

Veja com a gente mais motivos para parar de fumar e o que pode ser feito para reparar os danos que já estão aparentes.

 

Celulite

Pavor de boa parte da população feminina, em que a incidência é mais comum, a celulite é nada mais do que um depósito de gordurinhas sob a pele. E o cigarro é vilão também: estudos indicam que, uma vez que fumar causa piora na circulação sanguínea, a celulite tende a aparecer mais facilmente.

É um efeito em cadeia: com circulação ruim, o sangue não consegue drenar corretamente as toxinas. Assim, o líquido natural entre as células acaba sendo tóxico, o que favorece o acúmulo de gordura.

O problema da celulite pode ser amenizado com tratamentos que estimulam a circulação do local e fortalecem a pele. O Legacy – ou rádio-frequência – por exemplo, é uma tecnologia moderna e indolor que trata celulite e gordura localizada já na primeira sessão. Também é possível combinar tratamentos como sessões de drenagem linfática e ultrassom para ajudar na eliminação do edema.

 

Cicatrização ruim

O chamado estresse oxidativo não causa somente o aspecto de envelhecimento precoce. Além de inibir a produção de colágeno, o aumento indesejado de radicais livres causado pelo fumo também dificulta a circulação, nos finos vasos, de substâncias que auxiliam nos reparos de pele. Em outras palavras: o fumante costuma apresentar dificuldade de cicatrização.

É por isso que antes de uma cirurgia eletiva, como boa parte das intervenções plásticas, é praxe recomendar que o fumante abandone o hábito, ainda que temporariamente, com algumas semanas de antecedência.

 

Unhas amareladas

Os sinais de impregnação de nicotina costumam ser bastante visíveis nas unhas dos fumantes.

A má circulação sanguínea e o aumento dos radicais livres ainda podem dificultar a chegada de nutrientes necessários à formação delas, fazendo com que o fumante tenha unhas quebradiças e irregulares.

 

Cabelo

Fumar também causa queda e enfraquecimento dos cabelos. Isto porque, no organismo de fumantes, a chegada dos nutrientes ao bulbo capilar não é adequada. Assim, os novos fios podem nascer debilitados.

 

Ajuda médica

Parar de fumar não é fácil. Converse com seu médico de confiança a respeito disso. Ele pode ajudar você a encontrar a melhor estratégia de acordo com seus hábitos, seu nível de dependência e seu organismo.

Uma coisa é certa: os benefícios serão notados rapidamente. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, oito horas depois do último cigarro, o organismo de alguém que fumou já começa a apresentar pequenas melhorias.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

×
Olá!
Como podemos te ajudar?
Por favor, digite seu nome.