fbpx

Tag: "ácido hialurônico"

Na semana passada falamos sobre o envelhecimento das mãos e como elas são facilmente  esquecidas na rotina de cuidados diários com a pele. O pescoço é outra região que, mesmo próxima ao rosto, nem sempre conta com a mesma atenção. Entenda com a gente por que é preciso mudar isso e saiba como é simples dar atenção a essa área que merece nosso carinho. 

 

A pele do pescoço é igual à do rosto?

Não. Ela tem menos glândulas sebáceas (já reparou como temos bem menos acne na região?) e, por isso, tem menor poder de hidratação, podendo ficar ressecada mais facilmente. Além disso, é um pouco mais fina do que as principais regiões do rosto, se assemelhando à área do contorno dos olhos.

 

Que tipo de cosméticos usar?

A pele do pescoço, mesmo sendo um pouco diferente da do rosto, responde muito bem à maioria dos cosméticos formulados para a face. Mas não se esqueça: por ser mais fina, produtos com fórmulas especiais — como os ácidos — podem machucar a região. Por isso, é importante se consultar periodicamente com um dermatologista para entender as melhores soluções para cada caso. 

 

Como tratar manchas no pescoço?

Por ser uma região sensível, constantemente exposta ao sol e nem tão lembrada nos cuidados diários, com o tempo a pele do pescoço pode começar a apresentar manchas. Nesses casos, um médico dermatologista deve ser consultado para, antes de tudo, avaliar a pele e descartar a possibilidade de lesões mais graves. Há diversos tratamentos eficazes, como peelings, laser e aplicação de ácidos especialmente formulados para áreas sensíveis.  

 

E como acabar com a papada? 

A medicina conta com várias soluções para a temida papada, que é a flacidez e o excesso de pele na região do pescoço. Dependendo das características e do histórico de cada paciente, é possível lançar mão de soluções mais ou menos invasivas. Uma novidade recente é o coolsculpting, técnica que cristaliza as células de gordura e faz com que sejam eliminadas gradualmente pelo organismo

Também é possível estimular a produção de colágeno da região para melhorar o tônus da pele e o contorno em geral. 

Em casos em que a papada é mais evidente e persistente, como quando a pessoa perde muito peso, a cirurgia plástica é uma ótima aliada. O médico usa técnicas como lifting e lipoaspiração, melhorando o contorno do rosto e o perfil do paciente.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Muita gente diz que é possível adivinhar a idade de uma pessoa olhando para suas mãos. Mas como retardar o envelhecimento delas? É possível usar os mesmos cremes e tratamentos que usamos no rosto? 

 

Como as mãos envelhecem

Com o tempo, a pele de todo o nosso corpo envelhece. É um processo natural. As nossas mãos, por terem uma pele fina em constante movimento, evidenciam mais o envelhecimento. Além disso, mesmo quando as pessoas incorporam desde cedo cuidados com o rosto, muitas delas não fazem o mesmo com outras partes do corpo, como mãos e pescoço.

Por isso, é importante entender o que está causando o aspecto envelhecido das mãos para chegar à melhor solução.

 

Retardando o envelhecimento das mãos com protetor solar

O sol é um dos grandes responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele. Então, quando proteger o rosto, também não se esqueça das mãos! Uma forma fácil de incorporar esse cuidado na rotina é usar cremes hidratantes com fator de proteção solar. Leve sempre na bolsa e deixe também um no carro. Se você dirige, as mãos ao volante ficam mais expostas e merecem cuidado. 

 

Manchas senis

O nome pode ser chocante, mas estamos falando daquelas manchas marrons que aparecem geralmente pela exposição desprotegida ao sol. Elas não aparecem necessariamente em pessoas de idade e podem ser amenizadas com diversos tratamentos. Só um médico pode dizer qual a melhor opção para cada caso. É possível contar com peelings, aplicações de laser, cremes com formulações específicas e até mesmo combinar duas ou mais soluções. 

 

Preenchimento para rejuvenescimento das mãos

Em casos em que as mãos apresentam veias saltadas, é possível preencher o dorso com um composto especial, que recupera o volume e atenua o tom escuro dos vasos. É um procedimento feito no consultório do médico, pode necessitar de mais de uma sessão e deve ser refeito anualmente.

 

Combatendo a flacidez com colágeno e bioestimuladores

A diminuição de colágeno que ocorre naturalmente em nosso corpo é responsável pelo visual flácido das mãos. Tal efeito pode ser contornado com aplicação de ácido hialurônico, um componente naturalmente presente em nosso organismo e que rende bons resultados, sem rejeição. 

Em outros casos, é possível usar o ácido polilático, geralmente comercializado sob o nome Sculptra. Trata-se de uma substância que estimula nosso corpo a produzir o colágeno que perdemos naturalmente na idade adulta. Saiba mais sobre essa técnica aqui, que também pode ser usada para combater celulite e flacidez em outras regiões do corpo. A hidroxiapatita de cálcio é outro bioestimulador com resultados muitos bons para o rejuvenescimento das mãos.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Você já ouviu falar em colágeno, certo? Ele é a proteína responsável pela constituição da pele e sua firmeza. Mas, a partir dos 20 anos, nossa produção de colágeno cai 1% ao ano e é por isso que, à medida que envelhecemos, nosso rosto passa a ter um aspecto caído e perde o viço.

O envelhecimento é um processo natural. Pode ser controlado, mas não deixa de existir. É uma característica de todo ser humano.

Mas há algumas situações em que esse envelhecimento aparece mais cedo. Veja com a gente como isso acontece e como evitar.

 

O que é envelhecimento precoce?

É o surgimento, antes do tempo, de manchas, rugas e flacidez. A pele perde hidratação e elasticidade, ficando com um aspecto cansado e sem viço. As bolsinhas de gordura presentes sob a pele da pálpebra também podem mudar de lugar, provocando olheiras e bolsas sob os olhos.

 

Fatores para o envelhecimento precoce

Várias situações de nosso cotidiano contribuem para o rompimento das fibras de colágeno e para a obstrução dos poros, duas das causas mais frequentes do envelhecimento precoce. Mudanças hormonais e a exposição aos raios UV ajudam no aparecimento de manchas escuras.

E hábitos nocivos à saúde como um todo se refletem também na beleza da pele: tabagismo, sedentarismo, má alimentação, estresse e exposição ao sol sem protetor solar.

 

Como evitar o envelhecimento precoce?

Há fatores de envelhecimento mais fáceis e outros mais difíceis de evitar. Reflita sobre o seu estilo de vida e comece mudando coisas pequenas. Beber bastante água e não esquecer do protetor solar são um ótimo começo. Deixe a preguiça de lado: sempre tire a maquiagem antes de dormir e vá para a cama com o rosto limpo.

Falando nisso, qual foi a última vez que você foi ao dermatologista? Se faz mais de um ano, é hora de fazer uma nova visita. Será a oportunidade ideal para conversar sobre suas preocupações.

 

O que fazer quando a pele já apresenta sinais de envelhecimento?

Em sua consulta, o dermatologista vai buscar entender a origem do problema e como ele está se manifestando – se é flacidez, ressecamento, manchas, etc. Com essas informações, o médico prescreve o tratamento adequado, que pode ser com o uso de peelings, toxina butolínica, laser, preenchimento com ácido hialurônico [LINK] e até mesmo cirurgia plástica.

Quanto antes começar a combater o problema, melhores serão os resultados e mais simples os procedimentos necessários.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

À medida que envelhecemos, nosso rosto muda de forma. Isso acontece porque, com o tempo, os volumes da face se deslocam, a pele perde colágeno e os movimentos que fazemos no dia a dia criam, aos poucos, rugas e linhas de expressão. Clique aqui para ler mais sobre tais transformações, que são naturais e fazem parte da vida de todo mundo.

A ancoragem facial é uma forma de amenizar esses efeitos. Trata-se de uma técnica que usa ácido hialurônico em pontos estratégicos para reposicionar tecidos do rosto.

 

O que é ácido hialurônico e como ele ajuda?

É uma substância que temos naturalmente em nosso corpo. É utilizada no processo de produção da malha de colágeno. O ácido hialurônico também é responsável por transportar água no organismo.

Nossos tecidos moles – os músculos, por exemplo – se apoiam nos ossos. No caso da face, com o passar dos anos, eles assumem um aspecto caído, já que se deslocam para baixo devido à reabsorção óssea.

Ao se colocar quantidades mínimas de ácido hialurônico em pontos estratégicos, normalmente localizados próximos ao osso, os músculos são tracionados de volta ao local de origem. Para facilitar a avaliação de quais pontos devem ser abordados, há uma técnica conhecida como MD Codes, em que as várias regiões da face ganham um código constituído por letras e números (CK1, TT2, LP5, etc.).

 

Onde ele é aplicado?

O médico começa o procedimento sempre pelos pontos que estruturam a face, trazendo para cima os tecidos. Em seguida, aplicações são feitas nos pontos que melhoram o contorno. Por fim, analisando a necessidade de cada rosto, são feitos acabamentos pontuais, para que os resultados fiquem refinados e naturais.

Embora o ácido hialurônico seja classificado como um preenchedor, a técnica de ancoragem facial é completamente diferente do preenchimento. O objetivo não é completar uma concavidade, mas sim, reposicionar os tecidos. Um exemplo claro é que para tratar o sulco naso-geniano (conhecido popularmente como bigode chinês), os pontos de aplicação ficam praticamente todos fora dessa área, na lateral da face e, eventualmente, nas regiões logo abaixo dos olhos.

 

Quais os resultados?

A ancoragem facial pode ser usada para vários fins. Conheça os principais:

  • Reestabelecer os contornos da face
  • Atenuar olheiras
  • Levantar sobrancelhas ou supercílios caídos
  • Melhorar o contorno da mandíbula, a forma e a espessura dos lábios
  • Conferir uma melhor posição do queixo
  • Reduzir a papada do pescoço. Neste caso, é recomendado combinar com outros procedimentos, como o coolsculpting.

 

Uma coisa leva à outra

Com a natural mudança do volume do rosto, alguns grupos musculares passam a fazer um esforço maior para elevar os tecidos. Por essa razão, muitas pessoas usam a musculatura da testa para ajudar a manter os olhos abertos. Isso acontece porque o excesso de pele nas pálpebras faz com que o músculo da pálpebra, sozinho, não dê conta do recado.

Do mesmo modo, algumas pessoas mais velhas usam os músculos presentes no nariz durante o sorriso, pois precisam desse auxílio para levantar as bochechas.

Com a ancoragem, esse esforço é menor. O sorriso fica mais harmonioso, inclusive com diminuição dos pés-de-galinha.

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Olhar no espelho e ver as olheiras demarcadas pode dar aquela sensação de abatimento, de sobrecarga, de estar carregando no semblante todo o peso dos problemas do ano. E, com o verão batendo à porta, mais ainda vem a vontade de resolver o visual.

Pois a solução não é tão complicada quanto parece. Hoje em dia, um bom tratamento feito com ácido hialurônico pode devolver a leveza de um aspecto jovem ao seu rosto. Claro que tudo precisa ser feito com responsabilidade e analisando caso a caso – por isso, uma boa conversa com seu médico é o primeiro passo para alinhar as expectativas.

 

O que é o ácido hialurônico e o que ele tem a ver com as olheiras?

Ácido hialurônico é um biopolímero que existe naturalmente em nosso organismo. Está no líquido sinovial – a “graxa” de nossas articulações –, no humor vítreo – a substância gelatinosa dos olhos – e no colágeno das células.

Quando somos jovens, temos uma quantidade alta dessa substância no tecido conjuntivo, por isso nossa pele é mais lisa, suave e elástica. Com o passar do tempo, a substância vai diminuindo – formam as rugas, acentuam-se as olheiras…

 

A hora do tratamento

Na maior parte dos casos, hoje em dia o tratamento com ácido hialurônico é a indicação mais adequada para amenizar a aparência de olheiras. Isto porque a substância, quando corretamente introduzida, reduz a impressão de profundidade embaixo dos olhos.

O tratamento combina aplicações de laser, que ativa a circulação sanguínea e diminui a coloração da pele nessas regiões.

Claro que, antes de qualquer diagnóstico, o médico precisa ouvir a queixa do paciente. Em seguida, ele vai avaliar a dinâmica, ou seja, a expressão facial, e os volumes do rosto, assim como as características da pele da região. Só então o tratamento mais adequado será decidido pelo cirurgião, sempre equilibrando o desejo do paciente e a necessidade.

 

Duração

Os efeitos da aplicação do ácido hialurônico para preenchimento não são perenes. No caso da redução das olheiras, o resultado costuma ser bom por cerca de um ano. Então, é preciso novamente avaliar a situação com o médico para, se for o caso, fazer nova aplicação do produto.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

×
Olá!
Como podemos te ajudar?
Por favor, digite seu nome.