fbpx

Tag: "ancoragem facial"

Botox e ácido hialurônico são duas substâncias muito populares quando o assunto é rejuvenescimento. Mas quando usar cada um? Os resultados são iguais? Descubra com a gente!

 

Botox

Nome comercial mais famoso da toxina botulínica, é aplicado em pontos estratégicos para relaxar o músculo sob a pele, reduzindo o efeito das rugas dinâmicas. Desde o começo de sua aplicação para fins estéticos nos anos 90, a técnica se aprimorou muito e hoje em dia é possível alcançar resultados naturais e harmônicos.

Falando em resultados, eles levam alguns dias para aparecer e em duas semanas se chega ao efeito final, que costuma durar de quatro a seis meses.

 

Ácido hialurônico

Diferentemente do Botox, o ácido hialurônico é usado para preencher pequenas áreas do rosto. Por ser uma substância encontrada naturalmente no corpo, seu uso é seguro e não há risco de rejeição ou alergias. Analisando com cuidado as características de cada paciente, o médico preenche linhas de expressão e regiões que perdem o volume com o tempo, como ao redor dos olhos. Os efeitos também são temporários e duram entre seis meses e um ano.

 

Botox ou ácido hialurônico: qual escolher?

O uso de uma substância não exclui a indicação da outra. Apenas o olhar treinado de um médico pode dizer qual a melhor solução para as necessidades de um paciente. Por exemplo, peles mais jovens que ainda tenham seu contorno e volumes preservados, se beneficiam da toxina botulínica quando apresentam suas primeiras linhas de expressão. Casos um pouco mais avançados têm ótimos resultados com uma mãozinha do ácido hialurônico, que preenche as rugas e regiões do rosto que com o tempo perdem o volume.

Em muitos casos, na verdade, eles se complementam, já que agem sinergicamente, corrigindo tanto a volumetria, como a dinâmica da face.

 

Harmonização facial

Esse termo tem sido muito usado na mídia para falar de tratamentos estéticos que rejuvenescem o rosto sem dar aquele aspecto artificial. Mas ele nada mais é do que a combinação de dois ou mais procedimentos pensados com cuidado para que não fiquem exagerados ou desproporcionais. Além da dupla Botox e ácido hialurônico, é possível contar com outras substâncias, mas atenção: só um médico capacitado pode indicar os produtos a um paciente e determinar em quais pontos eles devem ser aplicados.

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Já comentamos outras vezes sobre a perda gradual de colágeno da pele, à medida em que envelhecemos. Na prática, isso resulta na alteração do formato da face, bem como promove o aparecimento de rugas e das bolsas sob os olhos.  Essas mudanças fazem com que o rosto assuma um aspecto cansado, sem a vitalidade e o brilho de antes. E além da flacidez natural, outros fatores favorecem o aspecto de pele cansada, como o tabagismo, uma perda rápida de peso e a exposição desprotegida ao sol.

A boa notícia é que é possível atenuar esses efeitos sem perder a naturalidade. Veja com a gente!

 

Ácido hialurônico

Por ser uma substância encontrada naturalmente no corpo, o ácido hialurônico é um aliado seguro no preenchimento de pequenas áreas do rosto. Analisando com cuidado as características de cada paciente, o médico preenche linhas de expressão e regiões que perdem o volume com o tempo, como ao redor dos olhos. Os efeitos são temporários e duram entre seis meses e um ano. 

 

Toxina botulínica

Conhecida principalmente pela marca Botox, é um produto que relaxa músculos do rosto. Aplicado em pontos estratégicos, age suavizando rugas e linhas de expressão. Seus efeitos também são temporários e seu uso pode ser combinado com o ácido hialurônico. 

 

Ácido polilático

Geralmente comercializado sob o nome Sculptra, estimula nosso corpo a produzir o colágeno que perdemos naturalmente na idade adulta. Ele não é considerado preenchimento, já que sua função é fazer com que o próprio organismo se encarregue da produção de colágeno. Saiba mais sobre esse procedimento aqui.

 

Lifting facial

Para resultados mais duradouros e para aqueles casos em que o aspecto envelhecido é maior, a cirurgia plástica é a melhor escolha. O lifting redesenha os volumes da face, corrige a flacidez e traz de volta a jovialidade para o paciente. 

 

Blefaroplastia

Pálpebras caídas são as maiores responsáveis pelo aspecto de rosto cansado. A blefaroplastia é a cirurgia plástica que corrige o posicionamento das bolsinhas de gordura naturalmente presentes sob a pálpebra e retira o excesso de pele da região. 

 

Lifting de sobrancelhas para dar um up na pele madura

A correção das sobrancelhas caídas contribui para uma maior harmonia na expressão, deixando as linhas da face mais suaves. Procurada por pacientes de diversas faixas etárias, o lifting de sobrancelhas proporciona um ar descansado na expressão facial.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

A menopausa é uma fase inevitável na vida mulher. Ela chega por volta dos 50 anos e, por ser um momento de intensas alterações hormonais, acaba também afetando a pele. Mas não é preciso espanto nem medo para encarar essa nova etapa da vida. Entenda com a gente o que acontece e o que pode ser feito para continuar linda e com a pele saudável.

 

Problema: Envelhecimento da pele na menopausa

A partir dos 20 anos temos uma diminuição na produção de colágeno da ordem de 1% ao ano. Além disso, com o passar do tempo, o corpo vai perdendo outras substâncias conhecidas por dar viço à pele, como ácido hialurônico e DHEA, o “hormônio juventude”. Tudo isso afeta diretamente a pele, que fica menos elástica e mais sujeita ao aparecimento de rugas e linhas de expressão.

Para as mulheres que por muitos anos se expuseram ao sol sem proteção, também costuma ser maior o aparecimento de manchas, que acabam contribuindo para o aspecto envelhecido da pele.

Como amenizar a situação: a medicina já avançou muito no combate inteligente ao envelhecimento da pele. É possível preencher áreas estratégicas com ácido hialurônico e contar com tratamentos que estimulam a produção de colágeno pelo próprio corpo, como peelings, injeções de ácido polilático e sessões de laser. O uso diário de protetor solar é indispensável e, se ainda não virou hábito, a hora é agora!

 

Problema: Pele ressecada

Com a redução de hormônios como estrogênio e DHEA, a pele produz menos sebo, que é justamente o componente que a mantém hidratada. Assim, ela se torna mais fina, sensível e ressecada.

Em algumas mulheres, essa montanha-russa hormonal pode até desencadear o aparecimento de acne.

Como amenizar a situação: É muito importante conversar com um dermatologista sobre as alterações desse momento sensível. O profissional vai avaliar não só a pele, mas todo o comportamento do corpo durante a menopausa, o estilo de vida da paciente e prescrever os tratamentos adequados. Para peles secas, o médico vai recomendar hidratantes especiais para a necessidade da paciente, além de outros produtos e tratamentos que vão ajudar a restaurar o viço da pele.

 

Problema: Maior risco de lesões

Como a pele fica mais fina e sensível, ela está mais sujeita a lesões e machucados: até mesmo esbarrões em móveis de casa podem levar a hematomas e pequenos cortes.

Como amenizar a situação: Essa nova estrutura da pele não é motivo para alarme, mas é mais um ponto para conversar com um dermatologista. O médico vai orientar o paciente a manter a pele saudável e, caso se machuque, como proceder.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Uma forma de dar um up no rosto de forma menos invasiva é o preenchimento labial. Com ele, é possível aumentar volume, definir contorno ou projetar os lábios de forma harmônica e controlada. A técnica mais segura para atingir esse objetivo é o uso do ácido hialurônico, uma substância que já é naturalmente encontrada no corpo. Por isso, é um material seguro, que não é rejeitado pelo organismo. Graças a seus bons resultados, também é indicado para preencher rugas e pequenas áreas do corpo, como as mãos .

 

 

Como o preenchimento labial é feito

Primeiramente o médico especialista fará a análise e planejamento, com as marcações necessárias. Em seguida, injeta o ácido hialurônico em pontos específicos, considerando as características do rosto de cada pessoa. Cada região dos lábios é analisada e recebe uma quantidade específica da substância. É importante lembrar que não é possível copiar os lábios de uma celebridade ou de uma amiga. Cada rosto é único.

 

Cuidados depois do procedimento

O preenchimento labial é um procedimento feito no consultório do médico e cuidados simples ajudam a obter um melhor resultado. É normal que no dia seguinte à aplicação a região fique inchada e, por isso, o médico pode indicar alguns cuidados, como massagens ou compressas. Nos primeiros dias também é necessário evitar exposição ao sol e o uso de maquiagem. Passado esse período, a pessoa pode levar uma vida normal.

 

Duração do resultado

O preenchimento labial com ácido hialurônico é um procedimento temporário, já que a substância é reabsorvida pelo organismo em cerca de seis a doze meses. Isso é uma vantagem, já que o paciente pode ir variando o volume de acordo com suas necessidades e com as mudanças naturais de volume que todo rosto sofre com o passar do tempo.

 

Indo além dos lábios

Para ter um aspecto harmônico e natural, é preciso respeitar os volumes da face e entender as expectativas do paciente. Muito se fala atualmente no termo “harmonização facial”. Nada mais é do que combinar diversas técnicas para, de maneira sutil, dar ao rosto um aspecto mais equilibrado e jovem, sem alterar as características de cada paciente. Saiba mais aqui

Assim, o preenchimento labial pode ser combinado com outros procedimentos, como aplicações de toxina botulínica em pontos estratégicos do rosto e preenchimento de rugas e pés de galinha. 

 

Outras técnicas de preenchimento labial

Só um médico experiente pode dizer qual a melhor técnica para cada paciente. Há outras menos utilizadas, mas que podem ser indicadas em casos específicos. É possível, por exemplo, usar nos lábios a própria gordura do paciente, extraída na lipoaspiração. Saiba mais sobre esse tipo de cirurgia aqui. As substâncias sintéticas que prometem resultado permanente – como PMMA, silicone e hidrogel – não são recomendadas, pois podem ser absorvidas pelo corpo e causar inflamações e deformidades graves. 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Quando o assunto é modelar o corpo e acabar com a gordura localizada, a famosa “lipo” sempre vem à tona. Mas qual a diferença entre lipoaspiração e lipoescultura? Qual solução é indicada para cada caso? Entenda as peculiaridades com a gente!

 

Lipoaspiração

Com uma cânula, o médico aspira a gordura localizada em áreas como abdome, barriga, costas, axilas e culote. Mas atenção: lipoaspiração não é um procedimento para emagrecer! Ela é recomendada para quem está no peso ideal ou muito próximo dele, já que não se recomenda tirar mais de 5% da massa corporal. 

A cicatriz é discreta e em lugares mais escondidos, como dobrinhas da pele e sulcos do corpo. 

O pós-operatório requer o uso de cinta modeladora e sessões periódicas de drenagem linfática. Com o passar dos meses, o paciente desincha e corpo vai tomando seu formato final. É possível que a pele não retraia completamente e o excesso pode ser removido com uma cirurgia plástica complementar. 

 

Lipoescultura

É a junção da lipoaspiração com aplicações de gordura de forma estratégica, para modelar o corpo. O médico pode indicá-la a pacientes que desejam reduzir medidas em uma região e aumentar em outras. Mas, mais do que colocar gordura em outro local, lipoescultura é a maneira como a gordura localizada é retirada. 

Do mesmo modo que um escultor retira os excessos do mármore para mostrar as formas “escondidas” no seu interior, na lipescultura mostra-se a real silhueta encoberta pelas áreas de lipodistrofia, ou gordura localizada. A lipoenxertia – método em que o médico transfere células de gordura para outras regiões – é também utilizada na lipoescultura para complementar e otimizar o resultado. Ou seja, a lipoescultura pode ser feita isoladamente com a lipoaspiração, ou combinada com a lipoenxertia. Uma vez transferidas, nem todas as células sobreviverão no local. Existe uma taxa de reabsorção que pode ser alta, com pouco ou nenhum resultado. Há, no entanto, algumas técnicas que aumentam a taxa de sobrevida das células transferidas, mas não há como garantir a taxa de eficácia. Por outro lado, quando integradas na região, ficarão para sempre.

A técnica também pode ser usada para preencher regiões menores ou que precisam de correções mais delicadas, como rosto, bigode chinês, mãos e ajustes de pequenas simetrias.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

×
Olá!
Como podemos te ajudar?
Por favor, digite seu nome.