fbpx

Tag: "volumetria facial"

A menopausa é uma fase inevitável na vida mulher. Ela chega por volta dos 50 anos e, por ser um momento de intensas alterações hormonais, acaba também afetando a pele. Mas não é preciso espanto nem medo para encarar essa nova etapa da vida. Entenda com a gente o que acontece e o que pode ser feito para continuar linda e com a pele saudável.

 

Problema: Envelhecimento da pele na menopausa

A partir dos 20 anos temos uma diminuição na produção de colágeno da ordem de 1% ao ano. Além disso, com o passar do tempo, o corpo vai perdendo outras substâncias conhecidas por dar viço à pele, como ácido hialurônico e DHEA, o “hormônio juventude”. Tudo isso afeta diretamente a pele, que fica menos elástica e mais sujeita ao aparecimento de rugas e linhas de expressão.

Para as mulheres que por muitos anos se expuseram ao sol sem proteção, também costuma ser maior o aparecimento de manchas, que acabam contribuindo para o aspecto envelhecido da pele.

Como amenizar a situação: a medicina já avançou muito no combate inteligente ao envelhecimento da pele. É possível preencher áreas estratégicas com ácido hialurônico e contar com tratamentos que estimulam a produção de colágeno pelo próprio corpo, como peelings, injeções de ácido polilático e sessões de laser. O uso diário de protetor solar é indispensável e, se ainda não virou hábito, a hora é agora!

 

Problema: Pele ressecada

Com a redução de hormônios como estrogênio e DHEA, a pele produz menos sebo, que é justamente o componente que a mantém hidratada. Assim, ela se torna mais fina, sensível e ressecada.

Em algumas mulheres, essa montanha-russa hormonal pode até desencadear o aparecimento de acne.

Como amenizar a situação: É muito importante conversar com um dermatologista sobre as alterações desse momento sensível. O profissional vai avaliar não só a pele, mas todo o comportamento do corpo durante a menopausa, o estilo de vida da paciente e prescrever os tratamentos adequados. Para peles secas, o médico vai recomendar hidratantes especiais para a necessidade da paciente, além de outros produtos e tratamentos que vão ajudar a restaurar o viço da pele.

 

Problema: Maior risco de lesões

Como a pele fica mais fina e sensível, ela está mais sujeita a lesões e machucados: até mesmo esbarrões em móveis de casa podem levar a hematomas e pequenos cortes.

Como amenizar a situação: Essa nova estrutura da pele não é motivo para alarme, mas é mais um ponto para conversar com um dermatologista. O médico vai orientar o paciente a manter a pele saudável e, caso se machuque, como proceder.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Ácido glicólico, retinóico, salicílico… Você certamente já ouviu esses nomes em alguma consulta com seu dermatologista ou lendo algum rótulo de produto. Mas para que eles servem? Confira com a gente!

 

Ácido glicólico

É derivado da cana de açúcar e de outros vegetais doces – por isso o nome. Promove a descamação da pele e a renovação celular. Portanto, é uma boa opção para atenuar linhas de expressão, iluminar a pele, reduzir alguns tipos de manchas e estimular a produção de colágeno pelo organismo.

As formulações em menores quantidades podem ser prescritas por um médico dermatologista para uso em casa, como parte da rotina de cuidados diários. Em maiores concentrações, o ácido só deve ser aplicado por profissionais em sessões de peeling químico.

 

Ácido retinóico

Também promove a descamação da pele, amenizando a sensação de aspereza, as rugas e as manchas. Graças ao seu poder de renovação celular, também é indicado para atenuar estrias e cicatrizes de acne.

 

Ácido hialurônico

Quem acompanha nosso blog sabe como gostamos de falar do ácido hialurônico! Ele é naturalmente produzido pelo organismo e não causa rejeição. É indicado pelos médicos para preencher pequenas áreas do corpo, como lábios e rugas e também para fazer a ancoragem dos tecidos, como no MD Codes.

Hoje em dia há várias formulações do ácido para finalidades específicas — das injeções de preenchimento aplicadas por um médico habilitado até os cremes hidratantes para uso diário.

 

Ácido salicílico

É um ácido que controla a oleosidade da pele e evita a contaminação por fungos e bactérias. Por isso, é muito indicado para quem quer amenizar a acne. Também promove uma leve descamação na pele, o que ajuda na renovação celular.

 

Ácido ascórbico

Também conhecido como a famosa vitamina C, é o queridinho nos tratamentos de rejuvenescimento facial. Por ser antioxidante, ele ajuda a retardar o processo de envelhecimento da pele é indicado para quem ainda não apresenta os primeiros sinais da idade e para quem já quer tratar rugas e linhas de expressão. Também é indicado para algumas manchas, como as do melasma.

 

Ácido tranexâmico

Um outro ácido indicado para o combate à hiperpigmentação. Ele clareia manchas, uniformiza o tom e também pode ser prescrito em casos de melasma, manchas provocadas pelo sol e marcas de acne.

Há várias formas de usá-lo: em cremes, por via oral e até em injeções diretamente na mancha.

 

Atenção aos ácidos: não use nenhum sem prescrição médica!

Os ácidos para o rosto nos trazem excelentes benefícios, mas devem sempre ser usados sob prescrição médica. Só um médico pode avaliar se uma substância é indicada para o caso concreto. O profissional vai levar em consideração muitos outros aspectos do paciente além da queixa que o fez procurar o consultório. É preciso saber sobre alergias, histórico familiar de doenças, a rotina do paciente em relação à exposição ao sol, etc.

Importante: nunca use nenhum medicamento sem orientação e informe imediatamente seu médico sobre reações adversas ou se ficar grávida.

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Uma forma de dar um up no rosto de forma menos invasiva é o preenchimento labial. Com ele, é possível aumentar volume, definir contorno ou projetar os lábios de forma harmônica e controlada. A técnica mais segura para atingir esse objetivo é o uso do ácido hialurônico, uma substância que já é naturalmente encontrada no corpo. Por isso, é um material seguro, que não é rejeitado pelo organismo. Graças a seus bons resultados, também é indicado para preencher rugas e pequenas áreas do corpo, como as mãos .

 

 

Como o preenchimento labial é feito

Primeiramente o médico especialista fará a análise e planejamento, com as marcações necessárias. Em seguida, injeta o ácido hialurônico em pontos específicos, considerando as características do rosto de cada pessoa. Cada região dos lábios é analisada e recebe uma quantidade específica da substância. É importante lembrar que não é possível copiar os lábios de uma celebridade ou de uma amiga. Cada rosto é único.

 

Cuidados depois do procedimento

O preenchimento labial é um procedimento feito no consultório do médico e cuidados simples ajudam a obter um melhor resultado. É normal que no dia seguinte à aplicação a região fique inchada e, por isso, o médico pode indicar alguns cuidados, como massagens ou compressas. Nos primeiros dias também é necessário evitar exposição ao sol e o uso de maquiagem. Passado esse período, a pessoa pode levar uma vida normal.

 

Duração do resultado

O preenchimento labial com ácido hialurônico é um procedimento temporário, já que a substância é reabsorvida pelo organismo em cerca de seis a doze meses. Isso é uma vantagem, já que o paciente pode ir variando o volume de acordo com suas necessidades e com as mudanças naturais de volume que todo rosto sofre com o passar do tempo.

 

Indo além dos lábios

Para ter um aspecto harmônico e natural, é preciso respeitar os volumes da face e entender as expectativas do paciente. Muito se fala atualmente no termo “harmonização facial”. Nada mais é do que combinar diversas técnicas para, de maneira sutil, dar ao rosto um aspecto mais equilibrado e jovem, sem alterar as características de cada paciente. Saiba mais aqui

Assim, o preenchimento labial pode ser combinado com outros procedimentos, como aplicações de toxina botulínica em pontos estratégicos do rosto e preenchimento de rugas e pés de galinha. 

 

Outras técnicas de preenchimento labial

Só um médico experiente pode dizer qual a melhor técnica para cada paciente. Há outras menos utilizadas, mas que podem ser indicadas em casos específicos. É possível, por exemplo, usar nos lábios a própria gordura do paciente, extraída na lipoaspiração. Saiba mais sobre esse tipo de cirurgia aqui. As substâncias sintéticas que prometem resultado permanente – como PMMA, silicone e hidrogel – não são recomendadas, pois podem ser absorvidas pelo corpo e causar inflamações e deformidades graves. 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Você já ouviu falar em colágeno, certo? Ele é a proteína responsável pela constituição da pele e sua firmeza. Mas, a partir dos 20 anos, nossa produção de colágeno cai 1% ao ano e é por isso que, à medida que envelhecemos, nosso rosto passa a ter um aspecto caído e perde o viço.

O envelhecimento é um processo natural. Pode ser controlado, mas não deixa de existir. É uma característica de todo ser humano.

Mas há algumas situações em que esse envelhecimento aparece mais cedo. Veja com a gente como isso acontece e como evitar.

 

O que é envelhecimento precoce?

É o surgimento, antes do tempo, de manchas, rugas e flacidez. A pele perde hidratação e elasticidade, ficando com um aspecto cansado e sem viço. As bolsinhas de gordura presentes sob a pele da pálpebra também podem mudar de lugar, provocando olheiras e bolsas sob os olhos.

 

Fatores para o envelhecimento precoce

Várias situações de nosso cotidiano contribuem para o rompimento das fibras de colágeno e para a obstrução dos poros, duas das causas mais frequentes do envelhecimento precoce. Mudanças hormonais e a exposição aos raios UV ajudam no aparecimento de manchas escuras.

E hábitos nocivos à saúde como um todo se refletem também na beleza da pele: tabagismo, sedentarismo, má alimentação, estresse e exposição ao sol sem protetor solar.

 

Como evitar o envelhecimento precoce?

Há fatores de envelhecimento mais fáceis e outros mais difíceis de evitar. Reflita sobre o seu estilo de vida e comece mudando coisas pequenas. Beber bastante água e não esquecer do protetor solar são um ótimo começo. Deixe a preguiça de lado: sempre tire a maquiagem antes de dormir e vá para a cama com o rosto limpo.

Falando nisso, qual foi a última vez que você foi ao dermatologista? Se faz mais de um ano, é hora de fazer uma nova visita. Será a oportunidade ideal para conversar sobre suas preocupações.

 

O que fazer quando a pele já apresenta sinais de envelhecimento?

Em sua consulta, o dermatologista vai buscar entender a origem do problema e como ele está se manifestando – se é flacidez, ressecamento, manchas, etc. Com essas informações, o médico prescreve o tratamento adequado, que pode ser com o uso de peelings, toxina butolínica, laser, preenchimento com ácido hialurônico [LINK] e até mesmo cirurgia plástica.

Quanto antes começar a combater o problema, melhores serão os resultados e mais simples os procedimentos necessários.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

A mentoplastia é a cirurgia plástica de correção do queixo. Ela ajuda – e muito – a obter um maior equilíbrio nas proporções faciais. Já falamos sobre volumetria facial e esse procedimento é mais um aliado para uma melhor harmonia do contorno do rosto.

 

Para quem a mentoplastia é indicada?

Ela é indicada quando o queixo é muito pequeno ou muito grande, e também naqueles com excesso de gordura ou mal posicionados.

O perfil do paciente fica mais harmônico. Muitas vezes se nota que a pessoa está mais bonita, mas não percebemos o que mudou.

 

Como a cirurgia é feita?

Na mentoplastia, o cirurgião plástico faz um corte por dentro do lábio, perto da gengiva. É por aí que se coloca o implante, que fica posicionado entre o osso do queixo e o periósteo, a membrana que recobre o osso. Por conta do local da incisão, não há nenhuma cicatriz aparente.

 

Tipos de prótese

Como cada paciente é único, o médico deve primeiro analisar a estrutura do rosto, como o tamanho do nariz e da testa. Assim, é possível determinar o tipo e tamanho de prótese a ser usada.

Os implantes mais comuns são os de silicone ou de polietileno (Porex). O silicone é diferente do que é usado nas mamas. Nesse caso, ele é mais firme e geralmente não necessita ser trocado com o tempo. Os de polietileno são parafusados no osso e apresentam uma melhor fixação no organismo.

Há próteses mais curtas, que são colocadas apenas na ponta do queixo, e outras mais alongadas, que se estendem até a linha da mandíbula.

Mudanças mais sutis podem ser feitas com ácido hialurônico, uma substância que não é rejeitada pelo corpo e que pode ser aplicada no próprio consultório médico. Os resultados, no entanto, são temporários e limitados a ajustes pequenos.

 

Cirurgias combinadas

Para um resultado mais harmônico, é possível que o cirurgião plástico sugira combinar a mentoplastia com outros procedimentos. A perfiloplastia é a intervenção que faz ajustes adicionais no nariz e até no pescoço, conferindo uma melhora significativa no perfil do paciente.

 

O pós-operatório

Os cuidados depois da cirurgia são simples, mas devem ser seguidos à risca. É comum que a região fique inchada e dolorida, então é importante repouso nos primeiros dias e compressas geladas. Uma boa higiene bucal é essencial e é aconselhável evitar alimentos muito quentes.

Para aliviar edemas, sessões de drenagem linfática também são aconselhadas.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

×
Olá!
Como podemos te ajudar?
Por favor, digite seu nome.