fbpx

Tag: "rugas"

Peeling facial é, na verdade, o nome que damos a vários tratamentos que têm como função remover manchas e marcas na pele. A ideia é provocar a renovação cutânea, removendo a camada mais superficial e dando lugar a uma nova.

E não é só o rosto que se beneficia: é possível tratar outras áreas do corpo, como o pescoço, costas, braços, pernas e em regiões com estrias.

Produtos diferentes atuam em profundidades também diferentes da pele: os mais superficiais combatem sardas, poros dilatados e manchas superficiais. Os mais profundos são indicados para cicatrizes, rugas e manchas mais persistentes.

Como são várias indicações, há diversas técnicas que, reunidas, são chamadas de peeling. Só um profissional especializado pode determinar qual a mais adequada para um caso concreto. Conheça aqui os principais tipos:

 

Peeling mecânico

Um aparelho especial lixa a pele com muito cuidado. As ponteiras mais comuns são as de cristal e as de diamante – estas últimas geralmente indicadas quando se deseja alcançar camadas mais profundas. A quantidade de sessões varia de acordo com a pele do paciente e a frequência pode ser até semanal.

 

Peeling químico

A medicina desenvolveu ácidos destinados especialmente a remover de forma controlada as camadas superficiais da pele e a desempenhar ações farmacológicas. A descamação ocorre depois de alguns dias – é importantíssimo não esquecer do filtro solar. Os ácidos mais comuns para esse fim são o retinoico, o glicólico e o salicílico. É possível que o paciente sinta um certo desconforto nos dias que seguem a aplicação, sendo este mais um motivo para seguir com atenção os cuidados prescritos.

 

Laser

O laser, com suas múltiplas funções, é um incrível aliado dos tratamentos de beleza. Não é de se espantar que ele também possa promover a renovação da pele. Como se trata de um feixe de luz potente, é possível trabalhar com precisão em manchas e cicatrizes, inclusive escolhendo a profundidade desejada.

 

Vários tipos de peeling mas um só cuidado

É muito importante seguir à risca as orientações do profissional que conduziu um tratamento com peeling. Caso contrário, o problema pode até se agravar. A principal recomendação é evitar exposição ao sol e, quando esta for inevitável, usar protetor solar. Também é preciso informar o profissional sobre os produtos da rotina de beleza em casa para avaliar eventuais substituições ou suspensões durante o tratamento.

 

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Certamente você já ouviu falar sobre o colágeno, essa proteína que é tão importante para nosso organismo. Trata-se de uma substância produzida por todos os animais – e que é fundamental para a constituição do tecido conjuntivo.

Ele está presente na pele, nas cartilagens, nos tendões e em muitos órgãos do corpo humano. É a proteína mais abundante em nosso organismo, representando 30% do total.

De uma maneira bem simples, podemos dizer que essa substância é que dá a forma ao nosso corpo: firmeza e resistência, sem deixar de ser macio.

A partir dos 20 anos temos uma diminuição na produção de colágeno da ordem de 1% ao ano. Depois dos 30 anos esse déficit de produção já começa a impactar na sua quantidade total e por isso o início da flacidez

Além da flacidez, a ruptura das fibras de colágeno provoca as estrias

 

Qualidade de vida

Alguns fatores comportamentais podem fazer com que a diminuição do colágeno ocorra de forma mais rápida no organismo. Fumar, exagerar no sol ou ter um dia a dia muito estressado em geral precipita esse processo, trazendo efeitos mais visíveis ainda em pessoas jovens.

Esta é uma das razões porque pessoas expostas a condições difíceis parecem mais velhas do que realmente são.

 

O colágeno na alimentação

Uma alimentação balanceada pode ajudar o organismo e atenuar um pouco os efeitos naturais da idade. Peixes, frango, carne vermelha e ovos são ricos em colágeno. Alguns tipos de queijo – como o minas e o cottage – também são importantes.

É bom também ingerir legumes, verduras, frutas e castanhas. Porque eles são ricos em nutrientes – selênio, zinco, vitaminas A, C e E. E são esses nutrientes que garantem que o colágeno seja absorvido pelo organismo.

 

Suplementos de colágeno

O colágeno, como toda proteína, é uma cadeia de aminoácidos, como se fossem peças de Lego. No processo de digestão, nosso organismo “desmonta” as proteínas, absorvendo os aminoácidos. Uma vez absorvidos, o destino deles será compor uma nova proteína, que poderá ou não ser um colágeno.

Dessa maneira, acredita-se não ser preciso ingerir colágeno para produzi-lo, mas sim ter uma alimentação regular que garanta um bom estado nutricional.

 

Estimulando a produção 

Hoje em dia é possível contornar o problema da perda de colágeno com tratamentos que estimulam a produção pelo próprio corpo, como o Multiwaves, radiofrequência, microagulhamento, drug delivery, laser e peelings físicos ou químicos.

Essas novas tecnologias auxiliam na firmeza da pele e melhoram o aspecto de linhas de expressão e cicatrizes, inclusive as de estrias.

 

Colágeno emagrece?

Não exatamente. Mas a ingestão do suplemento em pó em quantidades indicadas por um médico pode gerar sensação de saciedade, diminuindo a fomezinha indesejada em horários errados. O produto sozinho não faz milagres e perda de peso saudável só se consegue com boa alimentação e exercícios. Mas o colágeno pode, sim, dar um empurrãozinho.

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Se você era daquela parcela de alunos que olhava para fórmulas químicas e se perguntava se um dia alguma delas seria útil pra você, o post de hoje é em sua homenagem. Falaremos da fórmula molecular (C14H21NO11)n, o Ácido Hialurônico. Ele é uma substância que nosso organismo usa para a síntese da malha de colágeno e é também um dos componentes da membrana das nossas células. Outra função deste ácido é ajudar no transporte de moléculas de água entre os tecidos.

Com o passar do tempo, a quebra das fibras de colágeno no organismo causa o aparecimento de rugas e marcas de expressão. Para suprir essa demanda, a Ciência desenvolveu em laboratório o Ácido Hialurônico, uma substância que atua dando suporte a esta teia de fibras. Sua versatilidade pode ser benéfica no tratamento dos temidos “pés-de-galinha”, rugas no nariz e entre as sobrancelhas e até olheiras.

O Dr. Vitorio Maddarena pode explicar isso um pouco melhor: “Obtido de origem não animal, a configuração molecular do Ácido Hialurônico, com tecnologia cross-link, faz com que se torne estável em nosso organismo e que dure cerca de 12 meses. Pode ser usado para fazer preenchimentos, corrigindo a falta de volume em concavidades, rugas e sulcos, e também em técnicas sofisticadas como a Ancoragem Facial. ”

Viu só como essa fórmula química pode ser muito útil para a saúde e beleza da nossa pele? Então fique ligado(a) porque em breve voltaremos a falar desse assunto, mais precisamente da técnica de Ancoragem Facial, citada pelo Dr. Vitorio no post de hoje.

O nosso tema de hoje é uma neurotoxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum: a Toxina Botulínica. Mas, calma, não precisa ter medo dela. Essa toxina é utilizada na medicina há cerca de 40 anos numa forma estéril e purificada por meio de injeções. Na Estética, sua principal função é ajudar no tratamento das rugas dinâmicas do rosto.

Antes de falar como a Toxina Botulínica age no organismo, precisamos explicar como se formam as rugas dinâmicas. Elas são as rugas que aparecem quando fazemos determinadas expressões, como é o caso dos populares “pés-de-galinha” ao redor dos olhos. Isso ocorre por conta de um fenômeno chamado hipercinesia muscular, uma contração excessiva dos músculos. A Toxina Botulínica consegue “enganar” o cérebro e, assim, ajuda a relaxar a musculatura da face por meio do controle das contrações.

“A realização desses procedimentos é rápida – em torno de 10 a 30 minutos – feitos até mesmo sem necessidade de anestesia ou, no máximo, anestesia local”, afirma o Dr. Vitorio, diretor da Clínica Maddarena. Ele também afirma que sua aplicação não deixa nenhuma cicatriz no rosto, é rápida e praticamente indolor: são sentidas apenas pequenas picadas da agulha. “Os benefícios são perceptíveis entre 4 e 7 dias após a aplicação”, completa o Doutor. Quando voltarmos a falar sobre rugas, abordaremos as rugas estáticas e suas formas de tratamento. Continue nos acompanhando no blog e nas redes sociais!

VEJA MAIS POSTS SOBRE
×
Olá!
Como podemos te ajudar?
Por favor, digite seu nome.