fbpx

Tag: "flacidez"

O efeito do “tchauzinho” acontece quando a pele fica flácida ou há acúmulo de gordura ao redor de um músculo chamado tríceps braquial. Esse problema atinge pessoas de todas as idades e formas físicas, mas é mais comum em quem perdeu muito peso em curto espaço de tempo.

Há várias maneiras de contornar a situação e o tratamento não se faz só por motivos estéticos: pele em excesso pode causar dificuldades de movimentos, assaduras e outros desconfortos.
Veja com a gente o que é possível fazer para melhorar a flacidez e a gordura localizada nos braços.

 

Venus Legacy

Usando radiofrequência e impulsos eletromagnéticos, esse aparelho atinge camadas profundas da pele e estimula a produção de colágeno pelo próprio organismo. Com isso, a pele retoma sua firmeza logo nas primeiras sessões.

A moderna tecnologia do Venus Legacy também pode ser usada para outros objetivos, como redução de medidas, melhora do contorno do rosto e no combate à celulite.

 

Ácido polilático (geralmente comercializado sob o nome Sculptra)

É uma substância que estimula nosso corpo a produzir o colágeno que perdemos naturalmente na idade adulta. Usando uma cânula especial para diminuir o desconforto, o médico aplica o ácido abaixo da derme, na camada mais profunda da pele. Como o corpo se encarregará de produzir colágeno, o estímulo é contínuo e dura meses.

A técnica também é empregada para promover o rejuvenescimento do rosto e combater a celulite, podendo ser usada em outras áreas, como rosto, glúteos, abdômen, coxas e colo.

Saiba mais sobre o ácido polilático aqui. 

 

Coolsculpting

Com um aparelho especial, é possível cristalizar as células de gordura localizada da região dos braços. Assim, elas são metabolizadas, removidas e eliminadas.

O procedimento é indolor e com apenas uma sessão já é possível notar os resultados. Quer saber mais sobre o Coolsculpting? Veja aqui.

 

Cirurgia plástica

O procedimento se chama dermolipectomia braquial e, nele, o médico remove a pele sobressalente do braço. Dependendo do caso, é possível associar a cirurgia a uma lipoaspiração no local, para que seja retirada a gordura em excesso.

A cicatriz é discreta e localizada próxima à axila. Quando há uma grande quantidade de pele removida, também pode ficar uma cicatriz discreta se estendendo pela parte interna do braço. Em poucas semanas o paciente pode retomar suas atividades de rotina.

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

No texto anterior sobre flacidez explicamos como esse problema ocorre. Hoje o objetivo é levar até você, leitor(a), informações a respeito de como prevenir e tratar a flacidez. Começamos dizendo que as mulheres possuem maior propensão à flacidez do que os homens. Isso porque elas sofrem com maior variação hormonal e consequente perda de colágeno e elastina, fibras que agem na sustentação da pele.

Luciana Porto, coordenadora de tratamentos estéticos da Clínica Maddarena, explica a importância de uma boa alimentação tanto para evitar o problema como para tratá-lo: “No caso da flacidez muscular, é indicada a associação de exercícios físicos com uma dieta especial. Essa dieta deve se basear na ingestão adequada de proteínas, presentes nas carnes e ovos, por exemplo. São elas as responsáveis por levar os nutrientes necessários para a manutenção das fibras teciduais. Já para a flacidez da pele (tissular), além das proteínas, indica-se o consumo de alimentos ricos em vitamina C (laranja, acerola), zinco (espinafre, brócolis), cobre (aveia, chocolate amargo) e selênio (castanhas, feijão). ”

A hidratação também é um fator essencial para o tratamento da flacidez, seja via oral seja via extrínseca, com aplicação de cremes hidratantes. Alguns tratamentos estéticos como a radiofrequência e os chamados tratamentos firmadores otimizam ainda mais os resultados. Esperamos que as explicações tenham sido esclarecedoras e indicamos que se procure um profissional que possa apontar o tratamento adequado para cada caso.

VEJA MAIS POSTS SOBRE

Hoje daremos continuidade às pautas sobre estética com um tema que desperta interesse de muita gente: a flacidez. Iniciamos revelando que existem dois tipos de flacidez: a muscular e a tissular. Tanto uma quanto a outra podem ocorrer devido a fatores genéticos ou causas naturais, como obesidade, exposição ao sol, tabagismo, distúrbios hormonais, gestação, entre outras. Para explicar melhor o assunto recorremos à Luciana Porto, coordenadora de tratamentos estéticos da Clínica Maddarena.

“A flacidez da musculatura é a que ocorre devido à perda do tônus muscular. Ela se deve ao sedentarismo total, falta de exercício físico específico para determinado grupo muscular e/ou alimentação inadequada”, explica Luciana. Já a flacidez tissular é a que ocorre na pele e afeta sua firmeza: “essa ocorre pela perda de elementos teciduais, como colágeno, elastina e fibroblastos. A consequência desse tipo de flacidez é um aspecto envelhecido e caído da pele afetada”, completa a especialista.

É importante adiantarmos que ambos os casos podem ter seus efeitos reduzidos por meio da prática de exercícios físicos, tratamentos estéticos, hidratação e alimentação adequados. Falaremos mais sobre isso no próximo texto sobre flacidez, fique ligado(a)!

VEJA MAIS POSTS SOBRE
×
Olá!
Como podemos te ajudar?
Por favor, digite seu nome.