fbpx

Tag: "bichectomia"

Muita gente tem vontade de se submeter a procedimentos cirúrgicos para melhorar o visual e acaba esbarrando no fator tempo. Afinal, passar por uma cirurgia eletiva – esta que pode ser feita sem urgência nem pressa – exige também certas manobras na agenda: da dedicação no preparo, o dia da operação em si e, principalmente, a recuperação. Uma alternativa que pode funcionar em inúmeros casos é a chamada cirurgia combinada.

A ideia é aproveitar esse tempo para já resolver duas (ou mais) questões de uma só vez. Muitas vezes, até a anestesia pode ser “aproveitada”, diminuindo assim o impacto no organismo.

 

Limites da cirurgia combinada

Claro que há procedimentos cirúrgicos que podem ser feitos concomitantemente. Inclusive se forem de especialidades médicas diferentes – nesse caso, é preciso que as equipes envolvidas planejem conjuntamente o que será feito e qual procedimento será realizado primeiro.

Acontece de pacientes chegarem ao consultório querendo fazer tudo de uma só vez. Lipoaspiração, implante de silicone, cirurgia nos braços… Muita calma. Tudo precisa ser avaliado de forma racional pelo médico.

Os limites do impacto de uma cirurgia no organismo variam de pessoa para pessoa. Idade, preparo físico, antecedentes de saúde e histórico familiar precisam ser avaliados. Exames ajudam o médico a analisar se realmente é o caso de fazer mais de uma cirurgia ao mesmo tempo. Além disso, é preciso colocar na balança as restrições e as necessidades impostas por cada tipo de cirurgia envolvida. O tempo total dos procedimentos também tem de ser levado em conta.

Em geral, procedimentos mais facilmente associados são aqueles que se enquadram na mesma área cirúrgica – ou, pelo menos, aqueles cujo pós-operatório envolve a mesma posição. Exemplos de combinações clássicas são lipoaspiração e abmominoplastia, prótese nas mamas e lipoaspiração, mamoplastia e abdominoplastia ou lifting facial e cirurgia de nariz.

O importante é chegar a um consenso entre as expectativas do paciente e, principalmente, os conhecimentos e as responsabilidades do médico. Por isso, mais do que nunca, na hora da cirurgia a confiança é fundamental.

Realizando os procedimentos para a cirurgia combinada de maneira consciente e seguindo as recomendações, a recuperação ocorrerá sem sobressaltos. E o resultado será compensador.

Já segue a Clínica Maddarena nas redes sociais?

instagram facebook1

Trazemos hoje informações a respeito do processo de recuperação da Bichectomia. Entrevistamos o Dr. Vitorio Maddarena, que deu mais detalhes sobre o procedimento em si e listou algumas dicas importantes sobre cuidados durante o período pós-operatório.

Ele nos deu detalhes de como o cirurgião consegue localizar a Bola de Bichat para, posteriormente, removê-la: “Nessa cirurgia são feitas duas pequenas incisões, uma de cada lado, por dentro da bochecha, no interior da boca”. Em seguida, nos revelou como é feito o fechamento do corte e como o paciente deve lidar com ele: “Via de regra os pontos são dados com fios de sutura absorvíveis, o que significa que cairão sozinhos após cerca de 1 semana. ”

Quanto à alimentação e higiene, é importante não comer alimentos muito duros e/ou muito quentes. A higienização da boca após a alimentação também é fundamental. “Para isso, faça bochechos com antissépticos orais, ou até mesmo com água filtrada e/ou fervida”, completou o Dr. Vitorio.

A Bichectomia é uma cirurgia, portanto alguns cuidados como evitar exposição a fontes de calor e esforços nos primeiros dias também se aplicam a ela e impactam no resultado final. Se o procedimento te interessou, procure um médico especialista e agende uma avaliação. Caso haja dúvidas, não deixe de nos perguntar pelas redes sociais para que possamos ajudar a esclarecê-las.

A cirurgia da bochecha é um assunto que já foi abordado neste blog em duas oportunidades: quando explicamos como funciona o procedimento de Bichectomia e quando demos dicas sobre cuidados no seu pós-operatório.

Mas você já deve ter lido ou escutado a respeito desta cirurgia em outros veículos de comunicação, afinal trata-se de uma técnica que ganha cada vez mais adeptos, inclusive celebridades. Nesse sentido, a Revista Istoé procurou especialistas em Cirurgia Plástica para falarem sobre a Bichectomia e o Dr. Vitorio Maddarena foi um dos entrevistados.

Perguntado sobre a função da Bola de Bichat, excesso de gordura que é retirado da região da bochecha neste procedimento, o Dr. Vitorio foi muito claro: “Servem como coxins entre os músculos para aumentar o poder de sucção. ” Ele concluiu a explicação dizendo que essas bolsas de gordura são maiores nos bebês e que diminuem com o tempo. Porém, para algumas pessoas, essa redução não é tão considerável e pode gerar certa insatisfação.

Outros especialistas que participaram da reportagem disseram que a Bichectomia é indicada para pessoas que não estejam acima de seu peso ideal. Isso porque o sobrepeso geralmente vem acompanhado do arredondamento da face.

Leia a matéria completa da Istoé sobre Bichectomia e, caso haja dúvidas, não deixe de enviá-las por meio de nossas mídias sociais.

VEJA MAIS POSTS SOBRE

Hoje vamos tratar de um procedimento que foi popularizado pelas celebridades dos palcos e das telas: a Bichectomia. Ela consiste numa técnica cirúrgica para a retirada do acúmulo de gordura das bochechas. É por causa dela que você vê o seu cantor ou atriz preferida ostentando por aí aquele rosto perfeitamente delineado. Mas o procedimento não é apenas coisa de famosos, pode muito bem ser feito no seu rosto também.

A cirurgia é realizada na parte interna das bochechas, por meio de uma incisão de um centímetro. Através dela, o cirurgião retira a Bola de Bichat, estrutura gordurosa presente entre os músculos encarregados da nossa mastigação. O resultado é um rosto com visual mais fino.

Uma das vantagens da Bichectomia em relação a outros procedimentos estéticos é que a Bola de Bichat, após retirada, não se regenera. Portanto, não se faz necessária uma nova cirurgia para a remoção dela. Mas o Dr. Vitorio, cirurgião plástico e diretor da Clínica Maddarena, alerta para se ter cuidado na hora de fazer a sua Bichectomia: “Quando o procedimento não é feito corretamente, a longo prazo o rosto pode ficar mais caído. Mas isso é muito raro de acontecer. Se retirar apenas o excesso, o resultado será apenas a melhora estética”.

No próximo post sobre o tema, falaremos sobre os cuidados na recuperação pós-cirúrgica, fique ligado(a)!

VEJA MAIS POSTS SOBRE
×
Olá!
Como podemos te ajudar?
Por favor, digite seu nome.