Tag: "colágeno"

Ouvimos falar de um procedimento estético que proporciona à pele tratada um efeito similar ao do polimento de um veículo. Não poderíamos perder a oportunidade de consultar o Dr. Vitorio Maddarena para saber o nome dessa técnica e como ela funciona. Fizemos isso e agora é hora de trazermos até você, leitor(a), as informações que conseguimos sobre a Microdermoabrasão. Com a palavra, o Dr. Vitorio:

“A Microdermoabrasão ou MDA é uma técnica na qual um aparelho, ao mesmo tempo que cria uma área de pressão negativa na pele (vácuo), bombardeia com micropartículas de sílica, promovendo uma espécie de polimento da pele. É indicada para opacidade cutânea, manchas superficiais, cicatrizes de acne, rítides iniciais, etc. Pode ser associada com o Peeling, Laser de baixa potência ou com técnicas de drug delivery.”

Além de todos esses benefícios que a Microdermoabrasão pode proporcionar, ela ainda estimula a colagênese, que nada mais é do que a produção natural de novas fibras de colágeno na pele.

Quando o assunto é estética e beleza da pele deve-se procurar clínicas especializadas com profissionais que vão realizar o procedimento de forma a não colocar a saúde do paciente em risco. Por isso, até mesmo para saber se este procedimento é o mais indicado para seu caso, é importante consultar-se com um médico especialista para uma avaliação mais detalhada.

No texto anterior sobre flacidez explicamos como esse problema ocorre. Hoje o objetivo é levar até você, leitor(a), informações a respeito de como prevenir e tratar a flacidez. Começamos dizendo que as mulheres possuem maior propensão à flacidez do que os homens. Isso porque elas sofrem com maior variação hormonal e consequente perda de colágeno e elastina, fibras que agem na sustentação da pele.

Luciana Porto, coordenadora de tratamentos estéticos da Clínica Maddarena, explica a importância de uma boa alimentação tanto para evitar o problema como para tratá-lo: “No caso da flacidez muscular, é indicada a associação de exercícios físicos com uma dieta especial. Essa dieta deve se basear na ingestão adequada de proteínas, presentes nas carnes e ovos, por exemplo. São elas as responsáveis por levar os nutrientes necessários para a manutenção das fibras teciduais. Já para a flacidez da pele (tissular), além das proteínas, indica-se o consumo de alimentos ricos em vitamina C (laranja, acerola), zinco (espinafre, brócolis), cobre (aveia, chocolate amargo) e selênio (castanhas, feijão). ”

A hidratação também é um fator essencial para o tratamento da flacidez, seja via oral seja via extrínseca, com aplicação de cremes hidratantes. Alguns tratamentos estéticos como a radiofrequência e os chamados tratamentos firmadores otimizam ainda mais os resultados. Esperamos que as explicações tenham sido esclarecedoras e indicamos que se procure um profissional que possa apontar o tratamento adequado para cada caso.

VEJA MAIS POSTS SOBRE

Hoje falaremos a respeito de possíveis tratamentos para estrias e vamos também esclarecer um mito popular sobre o assunto. Começamos, então, desvendando o tal mito, que diz que a pele bronzeada ajuda a esconder as estrias. Isso não procede porque o bronzeamento, natural ou artificial, só ajuda a salientar as estrias, principalmente as albas. Relembrando que as estrias chamadas “albas” são a evolução das “rubras” e, portanto, mais profundas e sem vascularização.

Dito isso, recorremos à Luciana Porto, especialista em tratamentos estéticos da Clínica Maddarena, para levarmos até você informações relativas aos tratamentos para estrias. Luciana relembrou que essas dermatoses estão ligadas à ruptura das fibras de colágeno: “os tratamentos devem agir na reposição do colágeno para a consequente recomposição do tecido afetado. Para isso, podemos aplicar os ácidos ascórbico, glicólico e retinoico no local da estria.”

Luciana falou também a respeito de dois outros tratamentos para melhorar a aparência do local afetado pelas estrias, a dermoabrasão e o laser. “A dermoabrasão é uma espécie de lixamento que fazemos na pele. Ele causa escoriações, que estimulam o organismo a criar fibras de colágeno, recompondo o tecido da região. O tratamento a laser também ajuda nessa regeneração tecidual, além de promover sua cicatrização”, completa a especialista.

Nem todas as pessoas podem se submeter a esses tratamentos, então é indicado que se procure um especialista para que ele avalie a solução mais eficaz para cada situação. Continue nos acompanhando aqui no blog e nas nossas mídias sociais!

VEJA MAIS POSTS SOBRE

Hoje daremos continuidade às pautas sobre estética com um tema que desperta interesse de muita gente: a flacidez. Iniciamos revelando que existem dois tipos de flacidez: a muscular e a tissular. Tanto uma quanto a outra podem ocorrer devido a fatores genéticos ou causas naturais, como obesidade, exposição ao sol, tabagismo, distúrbios hormonais, gestação, entre outras. Para explicar melhor o assunto recorremos à Luciana Porto, coordenadora de tratamentos estéticos da Clínica Maddarena.

“A flacidez da musculatura é a que ocorre devido à perda do tônus muscular. Ela se deve ao sedentarismo total, falta de exercício físico específico para determinado grupo muscular e/ou alimentação inadequada”, explica Luciana. Já a flacidez tissular é a que ocorre na pele e afeta sua firmeza: “essa ocorre pela perda de elementos teciduais, como colágeno, elastina e fibroblastos. A consequência desse tipo de flacidez é um aspecto envelhecido e caído da pele afetada”, completa a especialista.

É importante adiantarmos que ambos os casos podem ter seus efeitos reduzidos por meio da prática de exercícios físicos, tratamentos estéticos, hidratação e alimentação adequados. Falaremos mais sobre isso no próximo texto sobre flacidez, fique ligado(a)!

VEJA MAIS POSTS SOBRE

Hoje falaremos de marcas tão visíveis na pele quanto temíveis por homens e mulheres: as estrias. Tecnicamente, elas são consideradas cicatrizes que se formam pelo rompimento das fibras de colágeno. Tais fibras são responsáveis pela elasticidade e rigidez da pele.

Assim como fizemos para levar até você informações a respeito das celulites, conversamos com a Luciana Porto, coordenadora de tratamentos estéticos da Clínica Maddarena, que contou com detalhes como essa ruptura de fibras acontece no corpo. Ela começou explicando o popular “efeito-sanfona”: “quando a pessoa tem uma mudança expressiva de medidas, seja em casos de gestação, ganho ou perda de peso ou hipertrofia muscular a pele sofre um estiramento muito rápido e suas fibras de colágeno se quebram. “

Luciana também falou a respeito dos diferentes tipos de estrias e suas causas: “as chamadas estrias rubras têm aspecto avermelhado pois ali ainda há vascularização adequada. Se forem tratadas nesse primeiro momento, de forma rápida, podem desaparecer, afinal os vasos sanguíneos carregam os nutrientes necessários para regenerar as fibras rompidas. Porém, se não for realizado nenhum tipo de tratamento, elas evoluem para o que chamamos de estrias albas. Essas já possuem aspecto esbranquiçado e são mais profundas, sem qualquer vascularização, o que dificulta o tratamento. “

Voltaremos em breve a falar sobre as estrias e seus tratamentos, inclusive para as albas, que só conseguem ser recuperadas parcialmente por meio de técnicas especiais. Continue nos acompanhando e envie suas dúvidas pelas nossas mídias sociais!

VEJA MAIS POSTS SOBRE

CONTATO

Para mais informações, entre em contato conosco.